Formatura do NPOR – Caxias do Sul, 1996

Prezados Aspirantes!

Não desejo que minhas palavras tenham o sabor nostálgico da despedida. Nem pretendo olhar para trás, pois quando nos dirigimos aos jovens, devemos falar do presente e do futuro. O momento é de festejar sua conquista.

É como se vocês fossem alpinistas que acabaram de atingir o topo de uma montanha para, a partir dela, continuarem a subir outras, cada vez mais altas. Assim é a vida.

Para chegar a este patamar, vocês enfrentaram dificuldades de toda ordem. Mas não o fizeram sozinhos. Foram acompanhados por seus instrutores, monitores e, em especial, por seus familiares. Foram eles que lhes indicaram o melhor caminho, evitando que fossem atraídos para os abismos que sempre estão à nossa volta. Apoiaram-se também em seus colegas de curso, figuras que passaram a ter um papel tão importante na história de suas vidas que, mesmo daqui a muitos anos, vocês lembrarão com clareza de suas fisionomias e personalidades. De um companheiro de armas, não esquecemos jamais. Foram essas pessoas e, logicamente, a presença de Deus, que os auxiliaram até este momento.

A maioria de vocês subiu esta montanha compulsoriamente, pois nem todos desejavam servir. Cada um tinha lá a sua razão. A partir de agora, serão vocês próprios que definirão as próximas escaladas. Elas serão muitas, pois a vida consiste na busca permanente da felicidade, que se traduz na realização pessoal e profissional.

A espada que receberam simboliza honradez, dignidade, perseverança, espírito de renúncia e ética. São essas armas, recebidas de seus pais e aqui consolidadas, aliadas às suas inteligências, que nos dão a certeza de que continuarão subindo.

Durante muito tempo ainda, seguirão seus caminhos apoiados por alguém, em especial por seus familiares. No entanto, chegará o dia em que terão que enfrentar a caminhada sozinhos. Aí então, os valores morais aqui apreendidos serão os principais conselheiros a acompanhá-los e a lhes dar força para prosseguir. Será nos difíceis momentos de solidão que seu subconsciente ajudará na escolha da melhor direção e da decisão correta. Lembrem-se de que vencer é muito mais do que ficar rico; é fazer o bem, é cultivar amigos; é ajudar; é ser feliz.

Prezados pais e familiares!

Seus filhos estão de volta. Não são mais aqueles rapazes de um ano atrás. São agora homens conscientes de que sobre os seus ombros pesa a responsabilidade de ajudar a nossa sociedade, cada qual em seu campo de atuação, participando das soluções para os problemas que a afligem.

Durante este ano, suas apreensões foram nossas apreensões; suas orações foram nossas orações; a vitória dos seus filhos está sendo a nossa vitória. Dividimos com os senhores a preocupação com o seu aprimoramento moral e intelectual, com sua saúde e com sua integridade física. Tratamo-los com dignidade.

Nosso trabalho foi muito facilitado, porque o principal os senhores já haviam feito, dando-lhes um berço digno e honrado. Deixo-lhes, senhores pais, o meu mais sincero sentimento de respeito e gratidão.

Jovens Aspirantes!

A próxima montanha é de vocês. Seja qual for a sua escolha, o Terceiro Grupo aqui estará, de braços abertos para acolhê-los e ajudá-los, muito orgulhoso por tê-los tido como um dos seus integrantes.

Sejam vitoriosos e, principalmente, felizes. Que Deus continue a acompanhá-los.

Caxias do Sul, RS, dezembro de 1996

Coronel Hamilton Bonat

Comandante do 3º Grupo de Artilharia Antiaérea

(Publicado na Revista do NPOR 96,

da Turma Centenário do Estado-Maior do Exército)