Até breve, Baixada Santista

(Guarujá/SP, 28 de abril de 2003)

Na rotina de chegar, fazer amigos e partir, que caracteriza a vida militar, chegou o dia de mais uma despedida, se não me engano, a vigésima.

Não poderia ir, porém, sem deixar registrados os meus agradecimentos à Baixada Santista. Aos Prefeitos e a todos os integrantes do Poder Executivo, aos Presidentes de Câmaras e aos Vereadores, aos quadros do Poder Judiciário Federal e Estadual, e às autoridades eclesiásticas, a minha gratidão pelas inúmeras provas de consideração ao Exército e a mim próprio e pelos incontáveis exemplos de dedicação à nossa terra e à nossa gente. À Câmara Municipal do Guarujá, que concedeu-me o honroso título de Cidadão Guarujaense, manifesto especial apreço.

À comunidade da Baixada Santista, com seu porto, suas escolas, universidades, indústria, comércio, imprensa, igrejas, clubes sociais, esportivos e de serviço, sindicatos, escoteiros, lojas maçônicas, bandas, ADESG, sociedades de amigos das unidades militares e às pessoas que compõem este povo maravilhoso, o afeto e a amizade, meus e de minha família.

Sou especialmente reconhecido à SOAFAN – Sociedade dos Amigos do Forte dos Andradas – aliada de todas as horas, pelo constante apoio.

Sou grato às Polícias Militar e Civil do Estado de São Paulo, pelo ambiente fraterno e cordial, e por sua atenção totalmente voltada para a segurança e o bem-estar da comunidade. Sou grato aos membros da Polícia Federal e da Alfândega de Santos, pelo perfeito entendimento e pela identidade de propósitos e ações em defesa dos interesses do nosso País. Sou grato à Capitania dos Portos do Estado de São Paulo e à Base Aérea de Santos, pelo profissionalismo, camaradagem e integração. Sou grato aos nossos veteranos – pracinhas da FEB e militares da reserva – pela formidável herança que nos legaram, pelos conselhos e pelas demonstrações de carinho e afeto.

A todo esse elenco admirável, meus agradecimentos pelo cavalheirismo, compreensão, auxílio e, sobretudo, pela amizade com que fui brindado.

Na minha vida castrense vivi muitas experiências e aprendi muito. Tenho sido muito feliz. No entanto, o cargo que ora deixo – Comandante da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea e da Praça de Santos – e o período que aqui passei foram dos melhores da minha existência. Acredito ter cumprido a missão.

Levo comigo imensa saudade da Baixada Santista, cuja pujança é resultado de geografia e povo, ambos fortes, exuberantes e generosos, fazendo com que esta região tenha uma nítida e marcante presença no cenário nacional.

Finalmente, meus amigos, nosso louvor a Deus, que em sua infinita bondade, permitiu que tudo isso se realizasse.

Que Ele continue a iluminar os caminhos de todos nós, brasileiros. Até breve.

General-de-Brigada Hamilton Bonat

Comandante da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea.