Carta emocionante de um leitor

Brasília, 29 de outubro de 2016
Prezado Bonat

Estou encomendando mais um exemplar de Ciscos e Francisco, naturalmente que autografado pelo autor. Desta vez, peço que o autógrafo não seja dedicado a mim, pois é para presente. Podes autografar para a presenteada. Vou te falar um pouco sobre ela e também do porquê do presente.

O presente é para a minha mãe, para o seu aniversário de 90 anos (isso mesmo, 90 anos). Vou a Porto Alegre, onde ela mora, para a festa. Ah, o nome dela? Pode ser para Mariazinha, como ela é conhecida, ou D. Mariazinha.

Por que resolvi que esse livro será meu presente de aniversário para ela? Ao ler o livro, além dos pontos que já comentei contigo, tive a sensação de que minha mãe iria se identificar com muita coisa que tem ali (tenho certeza de que se encantará com a história da fabulosa engenheira).

Minha mãe é viúva de soldado. Morou no Paraná por duas vezes e tem dois filhos paranaenses (tenho uma irmã nascida em Ponta Grossa e um irmão de Foz do Iguaçu) e há muitas passagens marcantes de sua vida ocorridas em solo paranaense.

Meu pai, primeiro de turma na EsAO, escolheu Foz do Iguaçu (lembre-se, tratamos aqui daquela Foz do Iguaçu da década de 50, pouco mais do que uma aldeia). Em Foz, meu pai, SOZINHO, preparou-se para o concurso de admissão à EsCEME e fez as provas em Curitiba (tenho até hoje as cartas que, nos meus ingênuos oito anos, troquei com ele naquela ocasião) e sua aprovação foi uma verdadeira façanha (naquela época as telecomunicações eram um sonho distante). Daquela época, ficaram alguns grandes amigos paranaenses (talvez tu conheças alguns deles, Gen Vasconcelos, colega de turma do meu velho, Cel Benedito, Cel Assis Brasil, gaúcho casado com uma pontagrossense, Cel Paulo Braga, irmão do Ministro Nei Braga, o próprio ministro e outros). Anos mais tarde, quando o velho serviu em Assunção, no Paraguai, onde chefiou a MBIMP, não foram poucas as visitas ao Paraná (até mesmo porque quando eu fui morar na Usina Hidrelétrica de Salto Osório, eles ainda estavam em Assunção).

O aniversário é em dezembro e, logo em seguida, a mãe vai para a praia veranear, ocasião em que, tenho certeza, Ciscos e Francisco será uma excelente e agradabilíssima companhia.

Bem, aí vão meus dados:
Eduardo Belmonte de Athayde Bohrer
Quadra … Águas Claras … Brasília – DF

Sei que já lançaste outro livro, mas, por enquanto, para esse presente específico, vou ficar com o que eu já conheço, por todos os motivos descritos.

Um abração, Bohrer

16 Respostas para “Carta emocionante de um leitor”

  1. João Bonat Diz:

    Bons trabalhos são humanitários em essência,carregam vários códigos de razão e emoção.Há muitos que se identificam com suas linhas.
    Motivação e criatividade a você,creio que o Bohrer concordará. Parabéns.

  2. anita zippin Diz:

    muito orgulho ter o General Bonat na Diretoria de nossa Academia de Letras José de Alencar e saber que suas crõnicas em livro podem receber, por seus méritos, belas palavreas deste Bohrer, um certo Eduardo e sua mãe quem completa 90 anos e vida bem vivida, ainda a entender os Ciscos e Francisco deste inebriante escritor.

    saudações

    Dra. Anita Zippin
    Presidente
    Academia de Letras José de Alencar
    Curitiba-Paraná

  3. Alfredo Cherem Filho Diz:

    Prezado General

    De muito bom gosto a escolha de seu amigo pelo seu livro Ciscos e Francisco , concordo plenamente com ele. É uma bençâo ter o privilégio de comparecer ao aniversário de 90 anos de sua m?e. Emocionante sua narrativa. Obrigado pelo envio.
    Um forte abraço.

    Alfredo Cherem Filho
    13.11.16

  4. bonat Diz:

    Muito bom meu caro General !

    Um forte abraço,

    Anatoli.

  5. Tercio Diz:

    BONAT,
    Jå expressei aqui meu desejo que continues sempre a nos brindar com tuas crônicas. Essa mensagem que recebeste ? mais um dos inumeros exemplos dessa necessidade. Parabéns.
    PS: adquiri e li o livro anteriormente citado. Da Mariazinha recebeu um belo presente e desfrutarå de excelente leitura.

  6. Gen Tulio Cherem Diz:

    Amigo Bonat
    Acabas de ganhar mais uma admiradora da tua pena!
    Parabéns para ti e , principalmente , para a D Mariazinha nos seus invejáveis 90!
    Ficamos emocionados também .
    Não esqueça de reservar exemplar das tuas futuras obras para D Mariazinha!
    Grande abraço e continuo aguardando novos lançamentos .
    Cherem

  7. Diva Diz:

    Parabéns amigo… Tenho certeza que D. Mariazinha vai adorar… Você escreve com o coração. Abs.

  8. Paulo Cesar Diz:

    Meu caro amigo
    Vc deve estar, e com muita razão, com o coração em festa.
    Mais uma vez se reconhece a bela mão que tem quando nela corre uma caneta!
    Abração.
    Seu amigo e sempre.
    Paulo Cesar

  9. Molinari Diz:

    Caro Bona
    Parabéns! Entendo tua emoção pois isto reflete o bom trabalho elaborado por to. Ja li esse livro e perdi para amigos que também estão lendo.E realmente um excelente trabalho. Abraços

  10. Paulo Cesar de Castro Diz:

    Bonat,
    Parabéns!
    Quer melhor recompensa do que esta? Você já ganhou seu presente de Natal.
    Obrigado por compartilhar tanta emoção com seus amigos.
    Gen Castro

  11. isabel Sprenger Ribas Diz:

    Bonat, MUITO CARO AMIGO. Você veja, é por isto que há exigências da continuidade de seus textos. Muitas vezes mencionei e continuarei a fazer isto…Cada dia mais me certifico.

    Sobre a carta de Eduardo Belmonte de Athayde Bohrer: Mariinha, a presenteada é pessoa das nossas estreitas relações em Brasília, ainda que estejamos distantes agora. Todas as pessoas mencionadas, os militares referidos foram nossos amigos e, especial, Assis Brasil e Bohrer. Muita saudade desta gente toda….muita. Este filho de Mariinha que escreve, eu devo ter muito carinho em sua cabeça quando pequeno. Que coisa, vida linda e mundo pequeno.
    POIS ELA FICARÁ SIM, MUITO FELIZ COM SEU LIVRO. Estou certa disto. Nosso grande abraço para você e sua esposa. Ribas e isabel.

  12. DURVAL SANTOS Diz:

    Meu Caro Amigo General Bonat

    Imagine a minha “inveja ” do leitor que vai cumprimentar a sua mãe que completa 90 anos. Perdi a minha quando ela tinha 37 anos e eu 11 anos .Quanto aos justos e merecidos elogios é o fruto das suas obras de facil e agradavel leitura. abcs durval santos

  13. isabel Sprenger Ribas Diz:

    Eis a razão imperiosa para que volte com seus textos e…depois, com novo livro. Que coisa bonita, vai agradar a presenteada, demais, se bem a conheço, o que é a realidade…
    Todas as pessoas mencionadas foram nossos grandes amigos, em especial Bohrer e Assis Brasil, BEM COMO Mariazinha, com quem convivemos também algumas vezes depois da morte dele. Este jovem deve lembrar também de nós.
    Parabéns, Bonat, mais uma vez. Nosso grande abraço para vc e sua esposa. Os amigos sempre, isabel e Ribas

  14. Luiz Sergio M Salgueiro Diz:

    Prezado Bonat

    Parabéns !!!
    Assim como seu amigo Bohrer eu também adorei “Ciscos e Francisco”.
    Cabe registrar que, todos aqui em casa, também elogiaram bastante as suas crônicas e as suas críticas.
    Prossiga na missão !!!
    Forte abraço do,
    Salgueiro

  15. Ney de Araripe Sucupira Diz:

    Prezado General BONAT,

    “Ciscos e Francisco” é uma semente em constante germinação, cujos temas nos subjulgam pela sensibilidade e riqueza do que expressa o seu nobre autor.

    As emoções renovam as células,dizia meu saudoso pai. Tais manifestações são mensagens que enriquecem o espírito do escritor e estimulam as suas inquietações para novas cronicas, tão necessárias em nossos dias de contracultura, solapando a civilização judaico-cristã.

    Prossiga, esteja FELIZ,um abraço do leitor e admirador,

    SUCUPIRA, Ney de Araripe

  16. Edmar Diz:

    Deve ser muito gratificante vivenciar uma situação dessas. Eu que o admiro como escritor também me sinto lisonjeado. Abraço!

Deixe um Comentário