Joguei a toalha

Há dias em que estamos mais para secos do que para molhados. Confesso sentir-me assim faz algum tempo. As más notícias, que leio e ouço todos os dias, causam-me tanto aborrecimento, que acabaram secando a minha fonte de inspiração para transmitir, como gostaria, algo de positivo.

Se, como dizem, a inspiração está em toda parte, creio que a minha fugiu de Curitiba. Escondeu-se em lugar incerto, bem longe do Brasil. Parece não ter suportado a verdadeira avalanche de maus acontecimentos, verdadeira tragédia promovida pelos nossos atuais dirigentes. Escapuliu de tanta corrupção, misturada à incompetência e a mentiras deslavadas. Livrou-se do desemprego e de uma velha e perigosa conhecida: a temida inflação.

E lá se foi a minha inspiração, envergonhada da crise moral que nos assola. Cansei de procurá-la e, há quatro meses, tenho poupado os leitores deste meu blog de qualquer crônica de minha lavra.

E olha que assunto é o que não falta para quem, como eu, é metido a cronista. É só abrir o jornal e ele está lá, quase pronto, escrito pelos nossos “representantes”. Basta lapidá-lo um pouquinho, e transformamos a roubalheira generalizada em um belo texto, agradável de ler, como bem merecem os nossos queridos leitores.

Mas lhe confesso: desisti, “joguei a toalha”, pois até a inspiração me roubaram. Assim, você, caro leitor, será poupado de mais uma crônica minha. Até quando? Sinceramente, não tenho ideia. Nem sei se voltarei a escrever algo saboroso de ler e de apreciar, como você merece.

87 Respostas para “Joguei a toalha”

  1. Tulio Cherem Diz:

    Amigo Bonat
    Por favor “não jogue a toalha”!
    Sua inspiração , concordo, pode estar momentaneamente “envergonhada”, mas nunca a perderás.
    Daqui a pouco queremos receber suas crônicas ” saborosas de ler e apreciar”.
    Não vamos desistir do nosso Brasil!
    Grande abraço
    Cherem

  2. bonat Diz:

    Estimado Amigo, Chefe e Cmt
    Saúde e Paz

    Neste momento fico irmanado com seu pensamento e solidário nessa reflexão.
    O que nos fortalece e nos da esperança é saber que a vida é uma RODA.
    Desejo uma excelente semana e que só coisas boas acontecam.
    TAMO JUNTO

    Vlademir

  3. Carlos Gama Diz:

    Meu caro amigo Bonat
    Bom dia!
    Alegro-me por ter notícias suas; pensei que fosse eu quem andava afastado, por conta das muitas panes no computador, que eu nem sei se nega o funcionamento por causa de tantas e tão tristes notícias sobre o desavergonhamento da “classe” política brasileira.
    São tão desanimadoras as perspectivas, que me parece normal esse seu acabrunhamento e esse recolhimento para recomposição.
    Que a nossa esperança em dias melhores não seja mera utopia.
    Receba o meu fraterno abraço.

  4. Afonso Pires Faria Diz:

    Os poetas acham inspiração nos momentos mais difíceis de sua vida para produzir as suas obras. Mas nem todos são como os poetas, alguns são mais racionais e, de fato, secam vendo tamanhos despropósitos. Mas não desista general, apenas espace um pouco as produções para não desacostumar e também para não se torturar tendo que escrever sem inspiração. Mas tome uns tragos um dia, inspire-se e volte a carga.
    Afonso Pires Faria

  5. Gabriel Cruz Pires Ribeiro Diz:

    Bonat,
    Também já tive vontade de jogar a toalha e joguei. Foi quando, em 2008, decidi pedir minha exoneração do cargo de Assessor-Chefe da Corregedoria Geral do Ministério Público do Trabalho. Depois, em 2010, resolvi retornar à ativa, mas minha motivação durou muito pouco e em 12 meses novamente joguei a toalha. Fui apanhá-la, mais uma vem, em 2012 e até hoje continuo trabalhando, mas sempre pensando se vale a pena insistir.
    Não jogue a toalha!
    Continue a nos brindar com suas crônicas sempre oportunas e inteligentes. Mantenha a mente trabalhando.
    Um grande abraço.
    029 Gabriel

  6. Joaquim Rocha Diz:

    Prezado amigo Bonat
    Como esta a saúde?, espero melhoras. Com a saúde recuperada, é mais fácil retornar, “pari passo”, às atividades normais. Eu também estou desanimado com a situação nacional que, diariamente, nos apronta mais notícias ruins. Mas, no meio desse mar de lama, ainda vislumbro uma luz no fundo do túnel, bom motivo para mais uma crônica, pelo menos, que é o nosso Judiciário, cujo centro das atenções está aí mesmo, junto de voce, em Curitiba. Fica a sugestão para quando o amigo estiver inspirado. Abraços fraternos.
    Joaquim Rocha

  7. Emerson T. Meister Diz:

    Prezado Bonat, bom dia.
    Todos nós, em algumas ocasiões, “jogamos a toalha”. Não se preocupe, o ânimo voltará e você descobrirá que a inspiração estava bem alí, quietinha, esperando por você para decifrá-la pelo seu criptógrafo intelectual.
    O luto político passará.
    Paz e bem.
    Abraços,
    +TER

  8. Ten Andre Teodoro Diz:

    Bom dia!

    Realmente todos nós pessoas honestas nos sentimos assim…mas tenho certeza que tempos melhores virão! sempre fui otimista e tenho certeza que vossa inspiração retornará!
    Estou com minha família no sul, rainha da fronteira e sinto saudades dos tempos passados na pérola do atlântico sob vosso comando!
    Grande abraço!

  9. João Henrique Diz:

    Bonat!
    Sentimos sua falta.
    Recarregar as baterias é necessário vez por outra.
    Escrever (para quem tem dom) é como coçar… Coçou… não tem jeito!
    Este humilde e modesto retorno, vai reacender a chama…
    Não nos deixe!
    Ubuntu.

  10. TB RR Franciscangelis Diz:

    Prezado Amigo BONAT.
    Com certeza o céu não está para Brigadeiro, nem o mar para peixe; mas na floresta há como se esconder, se esgueirar e preparar o assalto.
    Por isso, Não deixe de colocar suas idéias, pois cansados estamos de ler besteiras, baboseiras, mentiras e outras bazófias na mídia.
    Seus artigos, além de alento e motivação, indicam bons caminhos, mostrando também que não estamos sós nessa guerra.
    Se nos posicionarmos com boas trincheiras, bom suprimento e bom armamento, com certeza o inimigo não passará.
    Nessa guerra contra a corrupção generalizada , a trincheira e o suprimento vem da nossa voz; e a arma, em um País democrático, é o voto consciente que podemos ajudar a forjar.
    Forte Abs.

  11. Alfredo Cherem Filho Diz:

    Prezado Gerneral
    Até a falta de inspiração para quem tem takento( como é o seu caso) , emana um texto interessante e atual, não deixe de escrever.
    Obrigado pelo envio.
    Um forte abraço
    Alfredo
    13.07.16

  12. Adriano Pires Ribas Diz:

    Exmo. Gen. Bonat, bom dia.
    Estou sempre a espera de seus belos textos, será uma pena não mais os receber.
    Adriano

  13. valderez archegas ferreira Diz:

    General, concordo com o Sr. Mas não jogue a toalha!! com certeza melhores dias virão e, enquanto aguardamos , vá escrevendo suas crônicas!
    Abraços
    Valderez

  14. valderez archegas ferreira Diz:

    General, li seu texto. Em parte, concordo com o Senhor. Mas não jogue a toalha, continue escrevendo suas crônicas.
    Abraços
    Valderez

  15. Eunice Assini da Silva Diz:

    Li dois livros seus (adquirido por meu marido Oscar André da Silva, (falecido recentemente). Gostei da sua maneira limpa e agradável de escrever fatos do cotidiano. Concordo com os dizeres da sua última??? crônica, pois esta sensação de fastio, indigestão… atingiu tb os seus leitores, infelizmente. Espero que tudo isto passe e voltemos a ter suas crônicas novamente.
    Eunice

  16. osni pisani Diz:

    Exmo. General Bonat, calma, ” Nao há bem que sempre dure, nem mal que não se acabe ”

    Abrs

    Osni Pisani

  17. bonat Diz:

    Prezado Bonat. Boa noite!
    Com certeza vc vai dar uma reviravolta e logo estaremos sendo premiados com seus escritos. Força e coragem.
    Abraços.
    Antônio

  18. GG Diz:

    Bonazão, meu amigo!

    Largue de frescura e vá trabalhar.

    Precisamos de você.

    Grande abraço,

    GG

  19. Gabriel (Oliveira 643) Diz:

    Meu caríssimo Comandante:

    Homens Livres e de Bons Costumes nunca jogam a toalha, no máximo dão um tempo para reforçar as colunas e voltar à luta. O Brasil clama por homens honrados e honestos, não podemos calar, pois como dizia o filósofo,ou o poeta, não lembro agora,o que me preocupa não é o barulho dos ruins e sim o silêncio dos bons, não temos o direito de jogar a toalha, o preço da liberdade é a eterna vigilância, e, se queres o paz, prepara-te para a guerra. Precisamos reagir meu comandante.

    Um Triplo abraço .’.

    Oliveira 643
    Gabriel Luiz Alves de

  20. Nestor Jesus de Sant'Anna Diz:

    Essa já é a volta. Que bom . A vida continua. Esse seu bastião democrático/patriótico, avançado, não poderia ficar à retaguarda com suas baterias desguarnecidas. Artilhariaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
    Deus o abençoe e guarde. O amigo Nestor.

  21. Gloria Alice Diz:

    Boa Noite General! Não sou militar e nem mulher de militar , mas a sua disciplina , ideias claras e precisas , que só um estrategista militar pode ter , sempre me encantaram . O Sr. tem todo o direito , porém , de se recolher para ganhar fôlego para novas batalhas . Aguardo , tá? Precisamos de voz abalizadas para defender a cidadania singular deste alegre ,e , que deveria ser ordeiro povo brasileiro . Atenciosamente com votos de recuperação total . Gloria Alice

  22. Renato Silva e Silva Diz:

    Caro amigo
    Desistir jamais! Por vezes uma parada para reflexão é salutar mas a inspiração, estou certo permanece latente e em breve teremos muitos mais textos brilhantes da sua lavra.
    Abraço forte
    Renato

  23. Haroldo Gre da Silva Diz:

    O problema não é jogar a toalha. É não termos mais perspectiva de futuro. Nunca pensei que meu país entraria num beco sem saída. Perdi a vontade até de discutir. Entendo seu sentimento.H aroldo

  24. Luiz cláudio Diz:

    Caro Hamilton
    Compartilho com você o sentimento do vazio que ocupa corações e mentes dos brasileiros. A toalha no entanto não está jogada, nem seca, tampouco molhada.
    Se a inspiração parece estar de férias é porque a palavra teve o conteúdo diminuído,num ambiente de surdos.
    Daí porque o apelo a pessoas como você, que tem qualidade e estilo para fazer-se ouvir.
    Inspire-se!

  25. Anquises Paulo Stori Paquete Diz:

    Meu amigo Bonat. Realmente esta sensação de jogar a toalha está em quase todos os brasileiros, pois nos sentimos amarrados com tantas coisas ruins que acontecem todos os dias. Aparentemente parece que o Brasil não tem mais solução, mas com o PT fora a situação tem que melhorar. Pior que esta situação toda está o nosso Coxa, que não ganha de ninguém e periga cair para a segunda divisão. Acho que este ano não escapa nem com reza braba!!! Um abraço. Stori

  26. Laura Vaz Diz:

    Caro general:
    Pense nas figuras caricatas de nossa classe política e comece a escrever um livro.De preferência, uma comédia.Material não falta! E pode ter certeza, vai ser um sucesso!
    Boa sorte e grande abraço.
    Laura

  27. bonat Diz:

    Caro General Bonat
    Nada disso; escrever é um deleite, que mantém a mente ativa
    além do que, no seu caso, é outro prazer para seus leitores e amigos.
    Sds, Rafael

  28. Edmar Diz:

    Meu nobre General Bonat, não existe nada errado nessa sua postura, vivemos um momento crucial na nossa Pátria, se ficar o bicho pega, se correr o bicho come. Para uma pessoa de sua índole, que ama o nosso Brasil, fica difícil de aceitar esse emaranhado de incompetências, corrupções, mentiras deslavadas e brasileiros totalmente cegos e alienados. Qual o remédio: “Tomar uma cerveja e continuar vivendo”. Nada podemos fazer, vamos torcer para que surja um MÁGICO e nós tire dessa catastrófica situação. Um forte abraço, estava com muita saudade das suas crônicas.

  29. Carlos Alberto Peron Ramos Diz:

    Caro Hamilton,

    Ninguém que é grande age na expectativa de ser laureado, nem comandar ou mudar o mundo. Apenas o faz por força de seu espírito grande e puro. Assim foi com os grandes líderes que mudaram a história, não por que a quiseram fazer mas sim pois era o tempo para isso. Mas um atributo que é uníssono a todos é a vontade de fazer pelo dever de fazer, pela vontade que os animava e que os mantinham vivos e pulsantes! Força! Se fosse pelos motivos citados a que acrescento a imbecilidade cultural que assola o mundo atualmente eu já teria parado de estudar e tocar meu bom e velho rock’n roll! Mas não!!! Eu quero e tudo posso naquele que me fortalece! Vá em frente pois o primo é talentoso e os amigos querem ler suas crônicas. Terminando, cito o Pequeno Príncipe: “Você é eternamente responsável sobre tudo o que cativas”. Abraços fraternos.

  30. Gustavo Aguiar Rocha da Silva Diz:

    Prezado General Bonat:

    Sou mais um a lamentar sua decisão recente e a lhe pedir que a reconsidere. Seu estilo sóbrio, contido, mesmo ao tratar de temas escabrosos como os que vivemos no cotidiano, me ensinou que é possível e necessário manter a elegância em meio à obscenidade circundante.

    Um abraço.

    Gustavo

  31. Boch Diz:

    Caro comandante, o importante é combater o bom combate.Suas palavras sempre são gotas a molhar a terra seca da imortalidade. Não se canse de chover

  32. Juliana Bonat Diz:

    Ótimo texto, que nos mostra como o seu talento está além da inspiração! Os atuais problemas podem servir de substrato para muita crônica, embora eu concorde que é difícil ter “estômago” para lidar com tantas decepções… Os comediantes brasileiros também afirmam que é difícil fazer comédia no “país das piadas prontas”. Enfim, com ou sem inspiração, escrever faz bem a alma e a sua escrita faz bem para todos nós. Escrever é uma forma de afastar os fantasmas. Continue!

  33. Astorga Diz:

    Amigo Bonat,realmente bate um desestímulo diante de tanta bandalheira que afunda nossa Nação.
    Mas não podemos esmorecer, desistir nunca!
    Caso contrário os cretinos continuarão alcançando seus nefastos objetivos, e nossos netos encontrarão “terra arrasada”, até, e principalmente, em termos ideológicos.
    Sua contribuição é da maior importância, vamos em frente !
    F.abrc.

  34. bonat Diz:

    que é isso, Bonat? Não jogue a toalha!
    Abraços, João Cesar

  35. Turra Diz:

    Gen.Bonat,a BRIGADA DE VTRs ANTIGAS se inspira em seus escritos,estamos solidarios com seus pensamentos,mas deixe nos comtemplar-mos com sua escrita novamente,G.Abraço

  36. isabel Sprenger Ribas Diz:

    Caro amigo.
    Nesta solicitação vai contida a minha admiração por tudo o que sempre escreveu. Sabe disto, muitas vezes eu afirmei tal fato. Não pare de escrever! Eis o que se pede. Deixe de lado a conjuntura política, a econômica e a de ausência de caráter que aflige todo brasileiro de bem….mas parta para outras vertentes literárias: fale das praças( as que estão cuidadas….) das igrejas, quando de portas abertas, das crianças de nariz escorrendo; fale de qualquer assunto. Mas escreva. Pois a quem é dado este dom, tem a obrigação de dar continuidade a tudo o que, se não colocado para fora, corre o risco de implodir o próprio âmago. Continue, sim! Vale a pena….Um grande abraço nosso e o desejo de muita saúde, para você e sua família!

  37. José Reinaldo Diz:

    O bom Comandante, sabe a hora de recuar, reorganizar as forças e, então, partir para o ataque. Jogou a toalha ? Não. Recuo estratégico.

  38. renato balen Diz:

    Caro General Bonat!
    Compreendo perfeitamente sua posição. Ao ver nosso país mergulhado em injustiças e banhado pela corrupção, somando-se tentativas de barrar a lava-jato, a falta de assistência à saúde, de segurança pública e de uma educação direcionada a interesses político-partidários, de um congresso e senado onde poucos se escapam e muitos se acobertam sob o manto da “imunidade parlamentar” somos direcionados ao caminho da desilusão quanto ao futuro desta nação. Não podemos perder as esperanças, talvez, num futuro que penso a mim não mais pertencer, este país retorne ao caminho da prosperidade, da honestidade, dos valores morais e éticos, do amor à pátria, valorizando o cidadão brasileiro que trabalha e não se locupleta corroendo os cofres públicos, para, nos anos finais de sua vida, ser penalizado com uma miserável aposentadoria.
    um abraço do amigo
    Renato Balen – Caxias do Sul

  39. Esther Beatriz de Vasconcellos Pedroso Diz:

    Caro Hamilton,
    Como diz Mario Quintana: ” Lá no alto do 12ºandar do ano vive uma louca chamada esperança…” não desista da tua arte, vc é espetacular com as palavras.
    Abraços Esther

  40. Joaquim Cardoso da Silveira Filho Diz:

    Caro amigo Hamilton,
    Pois trate de catar a toalha lançada ao chão e de retornar às letras, que são agora a trincheira do veterano soldado. Nós, os apreciadores de seus sempre belos e lapidados textos, aguardamos o retorno do guerreiro.
    Forte abraço,
    Joaquim

  41. Wander Soares Diz:

    Quem escreve estes bons textos não pode parar assim e deixar os amigos e leitores completamente órfãos… Uma forma de inspiração é a revolta, o inconformismo. Não pare! continue a nos brindar com suas idéias a quais muito admiramos. Forte abraço.

  42. Luiz Antonio Gonzaga Diz:

    Hamilton…precisamos de sua voz. Anime-se! Grande abraço !

  43. João Bonat Diz:

    Caro Confrade.
    Jogou a toalha molhada para que no próximo banho de inspiração a enxuta lhe acarecie o ego.É simplismente o tempo entre um banho e outro,portanto, bons frutos.
    obs:o comentário da Laura Vaz é bom.

  44. Giovani Diz:

    Caro amigo e cronista Gen Bonat,
    Fiquei feliz em receber novamente seu contato, ao mesmo tempo em que fiquei um tanto quanto frustrado ao ler sua tomada de decisão em “jogar a toalha”, porém lhes peço: Não faça isso !
    Sofremos as angústias e dissabores dos momentos políticos em que vivemos e esse amigo ainda enfrentou problemas com a saúde, que com certeza já foram superados. Acredito que esteja se sentindo um pouco “órfão” de suas inspirações e privado de alguns incentivos que sempre estiveram a lhe acompanhar, mas dou-lhe um conselho: substitua-os.
    Vou compartilhar das palavras ditas por sua filhota Juliana: “… seu talento está além da inspiração!” e “… Enfim, com ou sem inspiração, escrever faz bem a alma…” portanto, escreva e nos brinde com suas palavras.
    Abraços, boa saúde e inspiração para esse combatente.

  45. Richard Fernandez Nunes Diz:

    Meu caro amigo Gen Bonat,

    Vou me valer da indignação do grande Rui Barbosa para solicitar que reveja sua decisão:

    “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.”

    Acredito que esse “desânimo” seja passageiro. Sua pena é um exercício de virtude. Prossiga na missão!

    Saudações artilheiras,
    Richard

  46. LUIZ CARLOS SOLUCHINSKYY Diz:

    Caro amigo. Desanimados estamos todos os verdadeiro cidadãos brasileiros que sonham sempre por uma pátria melhor. Mas nem por isso devemos jogar a toalha, pois é o que a canalhada quer. Continue com suas crônicas, que nos enleva e alegra. Quanto ao Coxa não devemos desanimar (Stori) pois ainda há esperança, principalmente agora que meu filho é do Conselho (pai coruja). Um abraço desse seu amigo que a partir de amanhã é septuagenário.

  47. Vinícius Diz:

    Prezado General Bonat,

    Com toalha jogada, ou não, seus textos são incríveis, muito bem escritos e criativos.

    Por favor, continue a escrever!

  48. Ailson Diz:

    Grande General “NÃO HÁ NADA DE ERRADO, COM QUEM NÃO QUER SABER DE POLITICA OU QUEM QUER SE ESCONDER, MAS ESTES SERÃO COMANDADOS POR QUER POLITICA E NÃO SE ESCONDE”. V.S. nunca foi de se esconder sempre falou em politica possibilitou grandes ensinamentos para todos nós. VOLTE LOGO GENERAL.ABRAÇÃO aILSON

  49. Shitiro Tanji Diz:

    Recuar para reabastecer as baterias, estratégia que funciona sempre. Diz um ditado popular que o homem não fracassa, desiste. Se jogar a toalha, joque bem perto para poder pegá-la a qualquer momento. Vá pelo ensinamento do General Sun Tzu que você bem conhece. “Na paz, preparar-se para a guerra; na guerra, preparar-se para a paz”. Estamos em guerra, General.. Ainda, o Sun Tzu nos ensina que “se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas”. Nós conhecemos o inimigo. Com a derrota do inimigo a paz virá e você, certamente, voltará com fôlego total. Quanto será o seu próximo blog? Abraços.

  50. ROSELENE Diz:

    MEU QUERIDO,
    EU TE CONHEÇO….
    E COMO DIZEM OS GAÚCHOS : TU ESTÁS ” TROVANDO “……
    BJS.

  51. Luiz Diz:

    Caro primo,
    Fico feliz por ver que esta de volta a ativa e recuperado.
    Jogar a toalha não significa desistir e sim dar um tempo para reorganizar as estratégias.
    Abraços
    Luiz

  52. Vilmar Diz:

    Estimado General Bonat, tive a honra de conhecê-lo numa solenidade no 5º GACAp, e desde então o senhor tem gentilmente me repassado suas crônicas.
    General, não desista jamais, lembre-se, por oportuno, dos três “ds” do militarismo: discrição – decência e decoro.
    A fase realmente nos envergonha como brasileiros, porque nem o Hino se canta mais.
    No entanto, nunca deveremos esmorecer, e sim, continuarmos abivacados e atentos. Um grande abraço. Vilmar.

  53. Luiz Sergio Diz:

    Prezado amigo
    Entendo perfeitamente a sua decisão.
    Decepção, desânimo entre outros, são sentimentos que se apoderaram de nós.
    Até quando … Também não sei.
    Ultimamente, tenho lido apenas as manchetes dos jornais. Até parece que se sabe o que está por dentro das notícias.
    É preciso dar um tempo como dizem os mais jovens.
    Mergulhei no trabalho, na escola. Mecanismos de defesa.
    Espero que isso não dure pra sempre!!!
    Abraços

  54. Niltair Flores Diz:

    Caro Gen Bonat,

    Sabemos todos sobre a grave crise política e econômica que nosso país atravessa, mas como nenhuma crise é permanente, temos a certeza de que esta também passará. E nós, seus fiéis e assíduos leitores de longa data, não o deixaremos desanimar e nem cair sozinho… Acredite e continue brindando-nos com suas sempre maravilhosas crônicas periódicas. Conte conosco [os leitores]! Um grande abraço,
    Cap R1 Niltair Flores [Curitiba-PR].

  55. Breno G. Rigoni Diz:

    Salve tio Hamilton!
    Não desista, continue escrevendo!
    Seus textos são uma fonte de inspiração.
    No aguardo do próximo.
    Abraços, Breno

  56. Emmanuel Silveira Moura Diz:

    Meu caro amigo e General Bonat… Não deixa de escrever as suas crônicas que são sempre de uma profundeza sem igual e oportunas.Para nós que diuturnamente convivemos com noticias que maculam cada vez mais as nossas almas, nos deixando acabrunhados e desesperançados de ver o nosso querido e amado Brasil, buscar e encontrar o caminho de luz e paz social.Por este motivo é que nós pedimos com veemência que não “jogue a toalha” pois acredito que ela será a única fonte de nós enxugarmos as nossas lágrimas, enquanto os nossos corações estiverem chorando e quase agonizando, por um País melhor.Que Deus de abençoe Bonat!!

  57. Edu C. Antunes Diz:

    Amigo Bonat

    Entendo bem tua manifestação de desânimo ante a péssima situação que enfrentamos. Mas um guerreiro como tu – e aí me incluo – não pode esmorecer ante as dificuldades da vida, pois, como escreveu J. Gusso:
    “Existe hoje uma guerra não declarada, presente no debate político, nos meios de comunicação, e até nos currículos escolares, contra quem quer se comportar de maneira independente – e o que está em jogo, aí, é a liberdade”.

    E, lembremo-nos dos versos do português Adriano Correia de Oliveira em sua Trova do Vento que Passa:

    Mas há sempre uma candeia
    dentro da própria desgraça
    há sempre alguém que semeia
    canções no vento que passa.

    Mesmo na noite mais triste
    em tempo de servidão
    há sempre alguém que resiste
    há sempre alguém que diz não.

    Vamos continuar a disser NÃO!
    Do amigo e companheiro Cel. Edu

  58. Celso do Ó da Silva Diz:

    Caro Gen Bonat. Não jogue a toalha. Sabemos que o Sr não tem encontrado motivos ou razões para escrever. Sabemos também que os maus momentos também se vão. Portanto, persevere, tenha fé e a sua inspiração e os motivos para escrever retornarão.
    Um grande abraço,
    Celso

  59. Tercio Diz:

    Bonat,
    Escrevas outras crônicas sobre a perda da tua inspiração literária. Enquanto ela não retorna continues a nós brindar com teus belos e inspirados textos sobre esse tema. E quando a inspiração voltar mais ainda vamos aproveitar. Um grande abraço.

  60. Joarez da Natividade Diz:

    Caro Bonat. Tens razão em suas afirmações, de desânimo com o momento vivenciado pelo povo de nosso belo e fabuloso País. Por outro lado, o belo e fabuloso País vai continuar recebendo novos habitantes, tantos quantos para aqui vierem, Portanto, os novos habitantes necessitarão de bons e oportunos conselhos de pessoas capacitadas, conscientes,com idéias profícuas e construtivas como as suas. Não se exite. Esses 4 (quatro meses) representam apenas um recuo, para renovação das energias necessárias e merecidas para um novo alento e continuidade da luta, pois, não podemos esquecer o antigo e surrado ditado, porem, muito atual “enquanto há vida haverá esperança”.

  61. Leporassi Diz:

    Prezado Gen Bonat. Também compartilho do seu sentimento pelo país dos espertos e de um povo que gosta de assistir tudo de camarote e não faz nada para mudar, com poucas exceções. Ainda bem que estou no Acre, onde já existe um movimento para devolver o Estado aos bolivianos. Um abraço. Leporassi

  62. João Carlos Marocco Dornelles Diz:

    Caro amigo General Bonat,suas crônicas sempre foram preciosas, enriquecendo nossos conhecimentos e fundamentalmente nos dando animo face conjuntura em que passamos neste Brasil fascinante. Não desista nunca.Para frente e para o alto como sempre fez. Grande abraço.Marocco.

  63. Daniel Pedro Diz:

    Caro General! Jogar a toalha? Vindo do senhor uma pessoa do bem que conheci, é preocupante, a minha esperança de melhora está acabando. Fico eu pensando o que será do Brasil nossa justiça corrompida tudo que é lado tem rabo preso. E as forças armadas é um ponto de interrogação? Quem poderá nos salvar? Somos verdadeiros escravo do sistema corrupto que assola o país. Perdemos 20 anos no investimento em educação tudo para o desenvolvimento do país . Forte abraço General.

  64. bonat Diz:

    Nosso comandante, não joque a toalha deixe no varal.a qualquer momentol teremos o prazer de receber suas cronicas bem humoradas, o que nós traz muita alegria. grande abraço dos amigos da Fortaleza de Itaipu
    atenciosamente
    Jose Roberto

  65. bonat Diz:

    Prezado amigo Gen Bonat,

    Obrigado pelo envio de mais uma das suas sempre apreciadas e bem vindas crônicas. Lamento apenas haver sentido nesta uma sensação de desânimo e descrença total, sintetizada no próprio título “Joguei a toalha”.

    Confesso que esse mesmo sentimento já assomou em meu pensamento, há tempos. O nosso país encontra-se profundamente abalado por uma crise hercúlea de caráter político-econômico-social jamais anteriormente ocorrida. Tal fato foi principalmente

    ocasionado por dois governos petralhas diretamente responsáveis pela incomensurável onda de corrupção que atingiu todos os níveis hierárquicos e Poderes da União. Ao não sentir que medidas eficazes estariam sendo tomadas para coibir tais distorções e estando estas sendo acobertadas e até mesmo protegidas por órgãos governamentais, ao mesmo tempo em que nos julgamos incapazes de interferir para efetuar as devidas e necessárias mudanças, o desânimo é um sentimento até mesmo desculpável.

    Porém, não podemos desistir e devemos resistir ao máximo, enquanto nos restarem forças, para impedir que essa situação prospere, ainda mais agora que, ao que parece, estamos vencendo finalmente e expulsando o PT e seus facínoras da vida política.

    Assim sendo, prezado amigo, nào desista e retorne ao combate, ocupando o seu lugar nas trincheiras da Internet, empunhando a sua arma – a caneta – para nos brindar, como sempre, com suas apreciadíssimas crônicas.

    Um abraço fraternal.

    Amancio.

  66. bonat Diz:

    Prezado. BONAT
    Perseverar é nossa mensagem. Seus artigos e crônicas são muito importantes. Reconheço que a situação lastimável do país nos leva a ” jogar a toalha”. Não desista. Um fraterno abraço. SANTOS

  67. bonat Diz:

    Vai lá Bonat, ânimo, se a política e a economia não valem a pena, escreva sobre futebol, tb não sei se vale, mas tente, quem sabe o teu coxa melhore, mas as Olimpíadas vêm aí, ânimo. Abraços, Elias

  68. bonat Diz:

    Parabéns pelo feliz retorno!
    Já estava saudosa! Mariinha

  69. bonat Diz:

    GEN BONAT

    É VERDADE , NÃO DÁ MAIS PARA DIGERIR A AÇÃO E A OMISSÃO DE NOSSAS AUTORIDADES .
    LUIZ ROBERTO

  70. bonat Diz:

    Gen Hamilton, Bom dia
    Ainda bem que jogar a toalha reabriu sua fonte de inspiração ….. desistir ? jamais !
    Abs.
    Ivo

  71. bonat Diz:

    Meu caro Bonat,
    A internet é a nossa tribuna. O bom combate continua. Faz pouco tempo escrevi sobre a vitória da internet. A gente escreve e não depende de qualquer chairman para aprovar ou não a publicação do seu pensamento.
    Forte abraço. Ernesto

  72. bonat Diz:

    Prezado amigo Gen Bonat.
    Compreensível seu desabafo, tanto que encontrou solidariedade maciça de seus admiradores. Desejo saúde, paz e, que continue escrevendo. Abs. Mário Zart

  73. Roberto Antonio Diz:

    Caro amigo Bonat, nada nos impedirá de jogar a toalha, devemos confiar que nada está perdido, passamos momentos difíceis em nossa caminhada, mais a fé nos dá a força necessária, um grande abraço
    roberto antonio(EX TRIBUNA DE SANTOS)

  74. bonat Diz:

    Grande Bonat

    Pronto ela – a Inspiração – voltou. Como bom artilheiro, lembre-se de Mallet, cave um fosso e não deixe que as más notícias te atinjam.

    Parabéns, prossiga na missão, precisamos que sua verve seja totalmente inflamada.

    Forte abraço. Renato

  75. bonat Diz:

    Estou solidário com o amigo…estou revoltado, envergonhado e sintom-me impotente.
    Depois de 40 anos trabalhados na Petrobras em faltar nenhum dia de no trabalho, priorizando sempre a obrigação com a empresa, hoje percebo que nada valeu a pena…a imoralidade tomou conta da nossa sociedade.
    Minha filha, quando pequenina, que sonhava um dia ser uma petroleira, estudou, passou no concurso, iniciou uma carreira na Petrobras dos sonhos e hoje, vive um drama pela péssima gestão na empresa e está analisando pedir demissão…isto é muito triste…vejo jovens parecendo “zumbis”…pensando e procurando um futuro sem rumo…acabaram com a esperança de muitos brasileiros.
    Sinceramente, se pudesse mudaria de país…lamento afirmar que ESTOU COM VERGONHA DE SER BRASILEIRO.
    Forte abraço, João

  76. bonat Diz:

    Caro General Bonat
    Nada disso; escrever é um deleite, que mantém a mente ativa
    além do que, no seu caso, é outro prazer para seus leitores e amigos.
    Sds Antônio

  77. bonat Diz:

    Recolha a toalha. Abração. Marco

  78. bonat Diz:

    Prezado Bonat. Boa noite!
    Com certeza vc vai dar uma reviravolta e logo estaremos sendo premiados com seus escritos. Força e coragem.
    Abraços Caetano

  79. Paulo Cesar de Castro Diz:

    Estimado e admirado Bonat,
    Que bom! Achei! Arrisco dizer, todos achamos sua toalha. Está no meio de todas as toalhas dos bons brasileiros. A sua foi fácil de achar, pois está encharcada de inspiração. E está em Curitiba, esperança de um Brasil muito melhor com o qual todos sonhamos. Portanto, passe a toalha da inspiração no papel e na caneta. Melhor, no teclado e na tela e continue firme. Seus assíduos leitores confiam no blogueiro de Curitiba, como confiam no juiz de Curitiba. Um abraço e bom domingo, Ten Castro

  80. Nestor Basso Diz:

    Caro General Bonat,

    Muito bom poder ler seu texto, de novo, na telinha do computador. Também fico feliz por saber que retomou sua saúde e vigor.
    Às vezes, olhando para a desgraça que nossos políticos e agentes públicos já provocaram e continuam provocando, me sinto tomado pela tristeza, desolação e desesperança(provavelmente igual sentimento também perpasse, vez por outra, pela cabeça dos amigos que leem suas crônicas). Creio firmemente, porém, que o senhor resgatará a toalha rapidamente e continuará espalhando as sementes do bem e da virtude. E nós todos, seus amigos, ajudaremos a regá-las para que vicejem prontamente.
    SAÚDE, amigo!
    Grande abraço.
    Nestor Basso

  81. Fabio Diz:

    caro amigo Bonat

    Tenho sentido na carne, na moral e nas investidas desta corja que hoje detem o poder este escarnio. Muito estes tem feito para me matar, seja em minha dignidade, mente e ate fisicamente. Porem digo a mim e meus pares de moral e etica que somos guerreiros, tanto nas letras como nas armas quando necessario serem empunhadas. Tenho lutado e lutarei e se for para jogar a toalha que seja com um sabonete enrolado para ser uma jogada e uma batida a cada vez que a mesma descer…..

    Que nossa honra seja o combustivel e nossos atos nossa espada. Guerreiro e o que sois…….
    Abçs

    Fabio – As molas Suedem sao molas que nunca sedem

  82. Regina Simões Diz:

    ” O que não nos mata, nos faz mais fortes”

    Caros sr. Bonat.
    Se estamos sobrevivendo a estas aberrações nacionais é porque estamos ficando mais fortes.
    Vamos continuar escrevendo mesmo sem lirismo, mesmo com o coração pesado. Assim, opinamos e ajudamos outros a pensarem sobre nossa condição humana, tão difícil de elevar-se.
    Não desista.

  83. Abreu Moraes Diz:

    Não faça isso. Volte e volte logo

  84. André Dambros Diz:

    Caro e saudoso amigo Gen Bonat.
    Lendo este pretenso último artigo, sei que não será; É o que espero, pois vejo como uma decisão de um vencedor que faz uma pausa para reposição de energias e rever estratégias e novos azimutes para, uma vez refeito, voltar à carga com FORÇA E VIGOR. Enfrentemos o inimigo, nos resta um fio de esperança para seguirmos nosso Patrono. ” Eles que venham que por aqui não passam”.
    Coragem amigo ! Quando os bons se calam, os maus levantam sua voz.
    Meu forte abraço.
    André Dambros

  85. betty Diz:

    Bom dia Hamilton!
    Mesmo desiludido com a situação de nossa Pátria, pessoalmente não gostaria que parasse de escrever. É sempre um prazer lê-lo.
    Continue!
    Abraço.

  86. Reges F M da Cunha Diz:

    Prezado Gen Bonat!

    Desistir jamais , meu comandante e Escritor… Eu também estava ” adormecido” com essa roubalheira , mentiras da Presidente, tentei vender minha Empresa… Para quem … Tem muita gente ” quebrada ” .

    Vamos voltar prezado Escritor Hamilton , vamos mostrar que sua força ninguém vai derrubar.
    Estamos esperando aqui de Blumenau -SC.
    Réges

  87. Lúcia Rivoredo Diz:

    Sua verve continua em alta. o senhor não a perdeu. O sentimento, porém, está no nível dos acontecimentos a que temos acesso através do noticiário e da constatação deste no cotidiano.
    Sigamos em frente com fé em Deus e na nossa capacidade de reação para modificarmos o que está acontecendo.
    Como disse Jesus, “O escândalo é necessário no mundo, mas ai daquele por quem o escândalo venha”. A comoção provocada pelos fatos deploráveis tenho fé que acarretará uma reação e uma mudança de atitude do nosso povo.
    Façamos a nossa parte, esclarecendo, promovendo a educação que formará brasileiros mais críticos, responsáveis e solidários.
    Por favor, não se cale.

Deixe um Comentário