Rio + 20: as razões do índio

Na Rio + 20, o único resultado prático parece ter sido alcançado pelos prefeitos das 59 maiores cidades do planeta. Reunidos no forte de Copacabana, eles não estavam contaminados pelo viés ideológico. Por isso, sentiram-se livres para trocar experiências a respeito de como resolver, sob o ponto de vista ambiental, os sérios problemas causados pela concentração de milhões de pessoas num espaço restrito: as grandes cidades, estas sim, verdadeiros focos de poluição e de aquecimento. É neles, nos municípios, que deve-se buscar a solução, a ser costurada de baixo para cima, e não imposta pelos detentores do poder mundial, cujos vícios e interesses os descredenciam a agir em nome dos 7 bilhões de habitantes da terra.

No mais, foi perda de tempo e dinheiro. Já era de esperar, pois qualquer gerente, chefe ou líder sabe que, quando se deseja protelar a solução de algum problema, cria-se um grupo de trabalho e o encarrega de estudá-lo. Quanto maior e mais heterogênea a sua composição, menores serão as chances de que ele chegue a uma conclusão. Portanto, seria muita ingenuidade acreditar que cerca de 200 mandatários de nações com interesses conflitantes tomassem alguma decisão importante na Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento Sustentável.

Logo, são injustas as críticas à declaração intitulada “O Futuro que queremos”, aprovada pelos chefes de estado. Taxaram-na de pouco ambiciosa. Esperavam o quê, um milagre? Na verdade, foi quase isso que nossos diplomatas conseguiram produzir, tentando agradar a todos e, logicamente, não agradando a ninguém. O bombardeio mais pesado partiu dos representantes da União Europeia, com quem, não por acaso, fizeram coro inúmeras ONGs por eles patrocinadas e fortalecidas pela presença, tão ameaçadora quanto a de um porta-aviões, do navio do Greenpeace nas águas da Guanabara.

Sempre desconfiei das reais intenções das ONGs estrangeiras. Enquanto posam de donas absolutas da verdade, sobre a qual não admitem qualquer tipo de dúvida, buscam limitar nosso desenvolvimento. Elas anunciam o fim dos tempos como argumento para que os países que as financiam continuem mandando em suas ex-colônias. Exemplo recente tem sido sua tentativa de impedir a construção da hidrelétrica de Belo Monte, que causará, certamente, menos impacto sobre o aquecimento global do que as fontes de energia utilizadas na Europa.

Apesar da existência de estudos científicos, sérios e comprovados, de que o aquecimento global é muito mais consequência de fatores naturais, como as variações da temperatura do Sol e de sua maior ou menor proximidade da Terra, do que da ação humana, seus militantes teimam em desconsiderá-los. Se não fizessem isso, perderiam seu catastrófico argumento intimidador.

Por incrível que pareça, a melhor síntese da Rio + 20 foi feita por um índio. Não por um índio como aqueles que as ONGs levaram a tiracolo, como fossem propriedade sua e de cujas reservas procuram se apoderar, para o Rio de Janeiro. Ela partiu de um presidente da república. Partiu, quem diria, de Evo Morales. Ao declarar que “os países ricos financiam as ONGs ambientalistas com o fim de impedir o desenvolvimento da América Latina”, ele sintetizou, de forma contundente, o pensamento dos que não têm voz nem “Euros” para se fazer ouvir.

39 Respostas para “Rio + 20: as razões do índio”

  1. Astorga Diz:

    Prezado Bonat, o amigo me fez lembrar meu saudoso velho, Gen. Astorga, que dizia: -”…vejam as diferentes harmonias, o rinoceronte foi feito por um grupo, enquanto o cavalo, por um só!…”, forte abraço, e mais uma vez parabéns.

  2. Ivo Diz:

    Certeiro, como tiro de artilheiro. Parabéns.

  3. ALFREDO CHEREM FILHO Diz:

    Prezado General
    Segundo consta, a Europa tem 3% de florestas preservadas, e o Brasil em torno de 70 % , penso que algo está errado nestas ongs, obrigado pelo envio , como sempre de um bom senso extremo.
    Um Grande Abraço
    Alfredo 25.07.2012

  4. Gustavo Silva Diz:

    Prezado General Bonat:

    Em liguagem comedida e clara como sempre, o sr. mostrou porque a “Rio +20″ não poderia dar certo e agradeço-lhe por isso. O problema é: se a única manifestação de bom senso partiu de Evo Morales, então estamos bem pior do que supunha a minha vã filosofia!

  5. André Dambros Diz:

    ONGs: Vejo-as como o primeiro foco poluente a ser extinto entre todos os poluentes do mundo. Raríssimas são as que realmente cumprem os propósitos declarados a que vieram.
    Um forte abraço.

  6. Edu Diz:

    Amigo Bonat.

    Faz tempo uso uma frase que, ao meu ver, sintetiza as acòes de muitos políticos e afins: “Se nào sabes como solucionar o problema, faca uma reuniào ou crie uma comissào; se nenhum dois dois resolver, entregue-o a um subordinado e ponha a culpa nele, por nào dar a solucào; se nada disto resolver, arranje uma viagem para “ver” como os do primeiro mundo resolvem o problema e,ao voltar, diga que estamos providenciando.”
    Execelente artigo, embora o ïndio nào mereca muita confianca, as vezes acerta uma.
    Cumprimentos.

    Abracos

    Edu

  7. durval santos Diz:

    Caro Gal Bonat , parabens pela oportuna e pertinente observação. O Rio + 20 teve todo esse “ibope” por ser no Rio. Porque não fizeram no Norte do Pais , nas cidades “maravilhosas” como Manaus, Roraima, Rondonia Acre etc etc, pois o que esta sendo discutido encontra-se naquela área. abcs

  8. Mário Ivan Diz:

    Tem toda razão. Foi um ôba,ôba. Uma festa patrocinada pelo Brasil. Todo mundo se divertiu.
    Abrs. Mário Ivan
    ===================================

  9. Paulo Cesar Diz:

    Perfeita a sua análise. Para 5 ou 6 se entenderem já é difícil! Quanto mais esse montão. Acho que o índio falou o correto. Abrs

  10. Afonso Pires Faria Diz:

    Bela síntese do que foi a nossa (deles) Rio+20. A próxima reunião, será um fracasso maior ainda. A minha maior decepção foi ter que dar razão ao cocaleiro Evo. Parabéns general.
    Afonso Pires Faria

  11. ze smolka Diz:

    a sua analise teve uma abordagem clara e objetiva.
    diferente do encontro ecologico que nao passou de mais um convescote de funcionarios publicos mundiais,que nao tem que prestar contas de nada e a ninguem.
    quanto de credito de carbono devera ser compensado pelo querosene gasto pra transportar toda essa gente?

  12. Jânio Diz:

    Bons mesmo devem ter sido os canapés de caviar servidos nas recepções aos mandatários …

  13. Moreira Diz:

    Tchê amigo, como sempre você foi brilhante. Infelizmente, a nossa “Sociedade Civil” não tem a suficiente capacidade para pensar por si própria; assim fala e age ao embalo de ideias produzidas por pessoas e instituições com interesses contrários às necessidades do nosso País.

  14. Juan Koffler Diz:

    Meu caro Bonat,
    Assim é, sem dúvida. Ressalvada, desde já, a figura nada “deglutível” do Evo Morales, por suas posições inortodoxas que, definitivamente, não me agradam. De resto, irretocável, como sempre.
    Por outro lado, devo lembrar que a denominação (Rio+20) é errônea, posto que já foram realizados dois eventos (um na Russia) anteriores, o que lhe valeria a real denominação de Rio+40. Mesmo assim, de la para cá, nada, absolutamente nada de consistente sucedeu. Apenas festerês, muito (e falso) congraçamento, enfim, o que sói ocorrer quando chefes de Estado se encontram para “debater”(sic) temas de relevância mundial.
    Entrementes, continuamos destruindo o planeta, numa atitude mais que espúria, torpe, irresponsável, autofágica – um verdadeiro paradoxo humano.
    Desculpe o desabafo.
    Forte abraço.
    J.Koffler

  15. bonat Diz:

    Ótima crônica!
    Vamos montar uma ong?
    Moroz

  16. bonat Diz:

    querido gen Bonat,
    Adorei o que o sr escreveu. Mais uma vez, em poucas palavras, falou o que todos ja sabíamos. Infelizmente, acho que gastaram muito dinheiro e nada de concreto mesmo foi resolvido.
    Essa semana pra gente é muito importante. No dia 27 agora vai nascer nossa netinha. Depois mandaremos fotos pra voces , como toda avó coruja… Mas o vovô também está bem babão com a chegada da Natália. Beijos pra todos e parabéns mais uma vez por seu artigo. Saudades, Rosane.

  17. bonat Diz:

    Grande Bonat
    Mais uma vez a capacidadee de observação e análise é perfeita.
    Parabéns pela crônica.
    Um abraço
    Renato

  18. Mario Gardano Diz:

    Caro Bonat, você sintetizou de forma clara o lero lero das ONGS travestidas de ambientalistas, que impedem que paises em desenvolvimento cresçam e façam sombra a esses velhos barões.
    abraços
    Mario

  19. Laura Vaz Diz:

    Caro General:
    Parece que o Sr. Edu leu meu pensamento. Incrível! Roubou-me as palavras!
    Um forte abraço.
    Laura

  20. GABRIEL CRUZ PIRES RIBEIRO Diz:

    Bonat,
    Excelente e como sempre oportuna sua crônica a respeito da Conferência Rio+20. Concordo com você que o único resultado prático deve ter sido a troca de experiências a respeito de como resolver os sérios problemas causados pela concentração de milhões de pessoas nas grandes cidades de forma saudável e sustentável. Temos que concordar com Evo Moralez pela feliz declaração: “os países ricos financiam as ONGs ambientalistas com o fim de impedir o desenvolvimento da América Latina”.
    Na realidade, os países ricos querem continuar ricos, vender seus produtos, criando barreiras para que os demais não se desenvolvam. Vale a pena assistir ao vídeo que está no YOU TUBE: PROGRAMA DO Jô – 02-05-2012 – Professor da USP – Ricardo Augusto Felício, um especialista que defende a inexistência do aquecimento global e apresenta outras teorias sustentáveis para o desenvolvimento do planeta. A entrevista é longa, mas muito interessante. A mídia vive de anunciantes que estão cada vez mais interessados em desgraça e notícia ruim, pois pagam muito mais pela audiência do que pelo conteúdo.
    Abs.
    Gabriel

  21. diva malucelli Diz:

    Puxa, não sabia que o Evo, seria capaz de falar uma pérola, como esta…Parabéns pela excelente crônica…

  22. Luiz Carlos Soluchinsky Diz:

    IMAGINE SÓ. O EVO DANDO SHOW NO MEIO DE TANTAS AUTORIDADES. CUIDADO COM ESSE CARA. ELE JÁ NOS ROUBOU UMA VEZ, E NÃO FOI POUCO. A CRÔNICA É PERTINENTE. PARABÉNS CARO GENERAL

  23. bonat Diz:

    Oi BONAT
    Gostei muito de tua crônica ¨Rio + 20¨; vamos ver se todos os países participantes junto com todos os segmentos da sociedade, se conscientizem do esforço concentrado, para salvarmos nosso planeta,com auxílio divino,não é? Isso se o mundo passar pelo tão badalado ¨fim do mundo¨agora dia 21 de dezembro,conforme previsões. Abrs,Ahi

  24. Edmar Diz:

    De todas essas controvérsias fica o fato da conscientização do planeta da necessidade de mobilizar-se para evitar o inevitável fim da nossa espécie. Nunca se viu tanto desiquilíbrio nas temperaturas. Eu, até a catástrofe nas ilhas do Pacífico, não tinha ouvida a palavra tsunami. De tudo isso, é decepcionante que os países desenvolvidos atribuam a responsabilidade por essa situação na preservação dos recursos naturais dos países pobres e que ainda não dilapidaram a natureza de forma determinante, quando na verdade deveriam adotar uma postura mais enérgica com as fontes poluidoras nos seus próprios territórios: a solução da maioria dos problemas ambientais está exatamente aí.

  25. PChagas Diz:

    Hamilton, como sempre, na ferida, objetivo, isento e elegante!
    Fraterno abraço
    PC

  26. PChagas Diz:

    Hamilton, como sempre, na ferida, objetivo, isento e elegante!
    Fraterno abraço
    PC

  27. bonat Diz:

    Bom Dia, Gen Bonat,
    Espero que “tudo” esteja bem com o senhor e sua querida família – e que assim continue!
    Quanto ao seu artigo, nem mesmo me atrevo a comentá-lo. Na verdade, nada tenho a dizer, salvo repetir que o senhor, além de ser um escritor nato, transmite “conhecimento de causa” em todos os assuntos que aborda. Sobre o tema do momento, realmente, nem sempre tem-se a ‘coragem’ de dizer o que se pensa e, é, portanto, muito interessante analisá-lo sob esse “outro ângulo” …
    A propósito, seguem as palavras de nosso Min Relações Exteriores. Achei que o senhor talvez gostasse de lê-las.
    Grande abraço,
    Edilia

  28. Vinicius Diz:

    Meus parabéns, estava tentando escrever sobre esta Rio+20, e me encontrei com esse belo texto. Parabéns General!

    O IPCC quando iniciou, em 1988, compunha de 2.500 cientistas. Hoje, há apenas 600, ou seja, uma redução de mais de 75%. Existe hoje, um painel que desmente toda a farsa do IPCC, que compõe nada mais, nada menos, que 30 MIL CIENTISTAS, chamado de NIPCC (Painel Não Governamental de Mudanças Climáticas) . Porque não divulga o relatório deste painel?

    Não entrando na questão ambiental, mas sim no dito “gás do efeito estufa”; todas as pessoas que fizeram o primário sabem que o gás carbônico é tão quão ou mais importante que o próprio oxigênio. Se acabasse o CO², acabaria toda vida orgânica, que provavelmente levaria a extinção total de todo ser vivo.

  29. Roberto Diz:

    Amigo Bonat, acho que estou “emburrecendo”… Deve ser pela idade ou pela tristeza… Até com o Evo estou me alinhando! Parabéns, mais uma vez. Fora de série. Roberto.

  30. Betty Diz:

    Ótima Hamilton!
    Será que tinham alguma esperança de alcançar algo parecido com a proposta que pela qual se reuniram,com tanto aparato e despesas?
    Abraços

  31. brugalli Diz:

    Amigo Bonat. Acompanhei, pela Folha de São Paulo, os eventos ligados à Rio+20. Nós, os “gringos” da região, diríamos: “belle parole, ma soldi gnente”, ou seja, belas palavras, mas resultado nenhum.
    Vai uma dica para nova crônica:”Bisparam o bispo paraguaio?”.
    Um bom tema, não acha?
    Um abraço do Brugalli.

  32. Zatti Diz:

    Grácias, General amigo, por mais esta.
    Cinchado quebra-costelas! Zatti

  33. bonat Diz:

    Bonat,
    É amigo, este país ainda não ficou sério.
    É para parar de rir?
    Foste na mosca. Índio tem mais juízo que os nossos governantes!
    Viste essa do Paraguai e a posição da esquerdalha?
    Um abração com saudade.
    DAB

  34. bonat Diz:

    Caro amigo Gen Bonat.
    Gostei do enfoque dado na sua crônica. Na minha visão, essa tal Rio + 20 tem muito “oba oba” na parada, mas, ao menos aparenta uma certa preocupação com o nosso planta terra. Claro que o tal Evo Moralez não poderia perder a oportunidade para criticar os países ricos e, com isso, aparecer no cenário mundial. Creio que tudo isso não passa de “dor de cotovelo”. Rss. Abraços do Zartão

  35. Jaeme Gonçalves Diz:

    Excelente! Quantos milhões foram gastos, sem qualquer efeito prático! Todos sabemos da solução, necessita apenas vontade de fazer e responsabilidade nas ações, e efetiva punibilidade aos infratores, que inclusive vão de multa a prisão aos brasileiros infratores, e proibição de importação de produtos de empresas que descumprem a lei de preservação, e intervenção nas empresas aqui instaladas que venham a descumprir a lei. Então, para que essa farsa de reunião com astronômicos gastos pagos, por nós, brasileiros?

  36. Dirceu Rigoni Diz:

    Caro Amigo Hamilton,

    Afinal, a que resolução chegamos na Rio + 20? Deixa tudo para Rio + 40 e vambora curtir Copacabana!

    Parabéns pela crônica.

    Forte abraço,

    Zé Dirceu.

  37. bonat Diz:

    Prezado General BONAT.
    Lisonjeado por ter recebido esse belo presente, agredeço por mais essa ótima crônica- “Rio + 20″.
    Puxa vida, já estou ficando mal acostumado estar recebendo e deliciando-mecom suas maravilhosas crônicas no do nosso dia a dia.
    Cada uma delas o Senhor acerta em cheio, como diriam os esportistas
    … Suas crônicas são “um verdadeiro show de bola”.
    Muito obrigado pela deferência. Theodoro

  38. roselene ferreira Diz:

    POIS É , MEU AMIGO….EU RESOLVI ME AFASTAR DE TODOS OS JORNAIS,REVISTAS E TELEVISÃO…
    AÍ,PRECISEI FALAR COM O DENARDI E ELE ME DISSE QUE IA PRO RIO+20.EU RESPONDI : – QUE RIO + 20?
    ELE ME DISSE : MULHER TU TÁ AONDE? TU NÃO SABES O QUE É O RIO + 20?
    O RAMON , O DANIEL E A FERNANDINHA ( QUE AGORA MORA COMIGO ) SÓ FALTARAM ME PULAR!!!!!
    ENTÃO BONAT ,ME INFORMARAM E FIQUEI SABENDO…. MUITO INTERESSANTE!!!!!!
    SÓ QUE NA SEMANA PASSADA FUI PINTAR MEU CABELO E LÁ NO SALÃO TEM TODAS AS REVISTAS DE FOFOCAS QUE A MULHERADA GOSTA. AH!! QUE MARAVILHA!!!! TODA A PARTE SOCIAL DO RIO + 20!!! QUE FESTERÊ PARA NINGUÉM BOTAR DEFEITO. NOS MELHORES LUGARES,COM AS MELHORES COMIDAS E BEBIDAS E COM AS MULHERES MAIS FAMOSAS DO HIGT SOCIETY……..
    PREFERIA NÃO TER FICADO SABENDO.
    BJ DA
    ROSELENE

  39. Luiz Osório Diz:

    Estimado amigo Bonat

    Na semana passada assisti, com as minhas netas, ao filme “A Era do Gelo 4″. E lá estavam os mamutes, extintos há 12.000 anos. Provavelmente, por causa das mudanças climáticas do fim da era do gelo, embora também digam que já eram caçados pelos poucos homens. Naturalmente, no mundo atual, com 7 bilhões de humanos, somos responsáveis por muita desgraça. Mas, o planeta Terra sempre fez radicais mudanças, sem precisar da nossa ajuda. Acho que vale o bom senso. Quanto à Rio + 20, o evento foi a cara do nosso governo petista: muita festa, muita discussão sem pé nem cabeça, muita pirotecnia e nenhum resultado prático. Você tem razão e o “cocaleiro” dessa vez acertou.
    Fraterno abraço. Osório

Deixe um Comentário