Schettino – cherchez la femme

Alexandre Dumas sequer desconfiava que estava criando uma expressão tão ao gosto dos franceses quando, em 1854, publicou em seu livro Les Mohicans: “Il y a une femme dans toutes les affaires; aussitôt qu’on me fait un rapport, je dis: cherchez la femme”.

Cherchez la femme resume um lugar-comum das histórias de detetive. Não importa qual seja a confusão, quase sempre haverá uma mulher envolvida. Em seu sentido mais amplo, significa “procure a raiz do problema”.

Basta recordar alguns escândalos famosos para perceber que os franceses têm certa razão. Os casos das Mônicas, a brasileira de Renan e a americana do salão oval de Clinton. O do governador de Nova York, estrela do Partido Democrata, conhecido por “Cliente Nove” de Ashley Dupré, jovem de 22 anos que acabaria famosa como coelhinha da Playboy, enquanto “Nove” teve que renunciar ao cargo. O affaire de Dona Zélia Cardoso, que após ter deixado os brasileiros com míseros 50 dinheiros no bolso, resolveu dançar de rosto colado com Bernardo Cabral, ao som de “Besame Mucho”. A descoberta, no vizinho Paraguai, que o “bispo dos pobres” havia produzido em série dezenas “luguinhos”.

E, para não cometer a tremenda injustiça de esquecê-lo, é preciso recordar as festanças de Berlusconi, onde prostitutas adaptavam rituais eróticos praticados no harém de Muamar Kadafi. Diante das críticas, o premier italiano reagia: “Vivo uma vida terrível. Se uma vez ou outra preciso de uma noite para relaxar, ninguém tem nada com isso. Melhor gostar de garotinhas bonitas do que ser gay”. Aplausos! Este é o verdadeiro macho italiano, desde os da mais alta corte até os mais simples plebeus. Parece que eles sofrem da “síndrome de narciso”, segundo a qual todas as fêmeas devem adorá-los.

Aqui mesmo, em Curitiba, o presidente da câmara de vereadores, de sobrenome italiano, resolveu gastar 30 milhões em publicidade. Cidadãos indignaram-se pelo fato de ele torrar uma dinheirama, sem qualquer benefício para a população. Mas um jornalista-detetive logo iria desvendar que boa parte da grana pública foi parar no caixa da empresa de uma femme por quem o edil se encantara. Realmente, as mulheres têm o poder de fazer com que homens, honestos ou não, cometam loucuras, sem medir as consequências.

Quando pipocaram as primeiras notícias de que Francesco Schettino havia levado à pique o moderníssimo Costa Concórdia, no Mediterrâneo, um mar que qualquer marinheiro conhece como a palma da mão há mais de 10 mil anos, caberia perguntar: “onde está a mulher”? Se fosse eu o seu advogado, usaria este argumento em defesa de Francesco, pois esse é o ponto fraco da maioria dos italianos. Mas, para azar de Schettino, a Itália tem um ponto forte: sua justiça é séria e funciona.

Prezado Francesco: Como acredito que você jamais voltará a bordo, deixo-lhe um conselho. Ligue para seu compatriota Battisti, aquele que assassinou quatro italianos inocentes e acabou acolhido como herói à bordo do Brasil. Quem sabe ele consiga interferir junto às nossas autoridades para você vir aportar numa de nossas paradisíacas praias? Aí, não lhe será difícil “chercher une femme”.

31 Respostas para “Schettino – cherchez la femme”

  1. Mario Gardano Diz:

    Na mosca Bonat, as mulheres tem o condão de levar o homem aos pincaros no sentido explicito,fazem-no um herói, um super super man,em contrapartida tem o poder de leva-los ao fundo do buraco (ou seria fundo do mar) enfim merecem um cuidado especial,pergunte ao Schettino como foi caro esse affair.
    Mas realmente se ele tiver como falar com o “pobre prisioneiro politico”,provavelmente este com toda força que adquiriu junto a corte federal, fará nosso diligente governo a acolher o capitão naufrágio, nas barbas da justiça italiana.

  2. ALFREDO CHEREM FILHO Diz:

    Agradeço o envio de sua brilhante e inteligente crônica, que traduz exatamente os pensamentos silenciosos de seus leitores.

  3. Gustavo Rocha da Silva Diz:

    Excelente! Estou às gargalhadas, imaginando Zélia Cardoso de Melo com o Boto Tucuxi, mais Renan Calheiros, Bill e Mrs Clinton, Berlusconi, Cesare Battisti, todos devidamente acompanhados, valsando no convés do Costa Concordia!

    Sonhar é de graça, ainda …

    O lado bom da história é que Zélia e Bernardo Cabral sumiram sem deixar vestígios. Suas ausências preenchem várias lacunas. O lado sombrio foi muito bem descrito por um epigrama de Ambrose Bierce: “Mulheres! Se pudéssemos ficar nos seus braços sem cair nas suas mãos!”

    Grande abraço e bom fim de semana.

  4. bonat Diz:

    Prezado amigo,
    Achei muito boa. Você é muito criativo.
    Um forte abraço.
    Omar

  5. katia e Ricardo Diz:

    Muito engraçado voces homens,sempre que cometem uma besteira a culpa é da mulher,isso desde o tempo de Adão e Eva.Mulher é inteligente,sabe o que quer.Nesta história que ficou muito engraçada,escrita com seu fino humor,quem perdeu….?Onde está a mulher que se diz foi a culpada?Se ele,comandante cumprisse sua missão já que tinha tantas vidas sob sua responssabilidade tivesse carater assumiria a culpa.
    Abraço.katia

  6. BETTY Diz:

    É… O QUE FAZEM AS MULHERES!
    AINDA BEM QUE O QUE FAZEMOS É PARA O BEM.
    OU VOCÊ NÃO CONCORDA?
    ABRAÇOS

  7. MFortes Diz:

    Amigo Bonat.
    Matou a pau!
    Desculpe o trocadilho abaixo, mas como estamos no meio de machos,.la vai.
    E poucas sao las Femme que aqui comentam.

    Ou Melhor: Matou com a Pus…(ingles)

    Abs

  8. Pimentel o Mr. Pi Diz:

    Caro Gen Bonat!
    Saldades e Saudações.
    A imprensa é culpada: demorou para encontrar a loira do Schettino.
    Certa vez, não muito distante, a bordo de um cruzeiro internacional, eis que a bela e escultural loira, que todos admiravam, sumiu.
    Os passageiros perguntavam: Cadê a loira, se atirou do navio? tomou um helicóptero? Cadê a loira que sumiu dos jantares e das piscinas?
    Há, ela foi avistada, depois de 3 dias, tomando sol à frente da cabine de comando, ao lado do Capitão.
    Nada de mais, pelas suas escolhas, afinal o Capitão. . .
    Bem, na manhã seguinte o transatrântico encalhou no Mar de La Plata.
    Culpado? o banco de areia.

  9. Renato Silva Diz:

    Grande Bonat
    Excelente associação. Os “rabo-de-saia” certamente estão fadados a cometer despautérios em nome de uma paixão furtiva. Só ajeitando o texto da Betty, acima:….Voce não CONCORDIA ?
    Abraços

  10. Carlos Gama Diz:

    Excelente, meu caro amigo!
    Impecável esse caminhar pelas histórias envolvendo mulheres e situações famosas, das mais simples às mais escabrosas.
    Há e sempre haverá o elemento feminino na raiz de qualquer questão, seja ela um problema ou não.
    O mal do mundo são os homens, sempre tolos e vaidosos sem que se saiba porquê.
    Aqui, real e infelizmente, la femme de tous les affaires é a eterna e sempre lactante rês pública.

  11. bonat Diz:

    Caro amigo Bonat.
    Gostei de sua nova crônica, por sinal bem temperada. As mulheres para alguns tornam-se uma ” desgraça”, como certamente foi o caso do tal Comandante Francesco, mas, obviamente sem elas não estariamos por aqui. Logo, viva as mulheres. Abraços do Zartão.

  12. Brugalli Diz:

    Que zoológico! Berlusconi,Basttisti,Clinton, Renan, Zélia…Lí, rí muito e lembrei uma afirmação que se atribue ao velho caudilho Flores da Cunha que, no final da vida, via-se pobre, porque “passei a vida lidando com cavalos lerdos e mulheres ligeiras”. Aquí, na gringolândia, o saudoso notário Italo Balen eternizou uma forma dos maridos se imporem (se isto fosse possível) às suas caras metades. Como neto de italianos pelos dois lados(pai e mãe) sei bem como eles agiam:”Una: quando son drio pensar – ti sito! Due: quando son drio parlar – ti tási! Tre: se no penso o no parlo – ti varda!” (Quando penso, tu cala. Quando falo, tu fica quieta e quando não penso e não falo, tu só olha).(Os pesos e as medidas´- Italo Balen(UCS e EST – 1981). É, o dito sexo frágil é mais forte que um feixe de vimes…
    Cumprimentos pelas sutilezas da abordagem e…cuidado com as Normas!
    Brugalli.

  13. Marco Antonio Diz:

    Ótimo meu padrinho,

    Concordo com o Zartão, sem elas nada seríamos !! VIVA !

  14. bonat Diz:

    Sempre lembrado, Gen Bonat,
    Vejo-me, mais uma vez, diante de uma bela crônica. Como diriam os gringos, “to the point” nela o senhor consegue abordar “vários temas”. Da sinopse histórica, do passado ao atualíssimo, o senhor leva o leitor a “balançar a cabeça”, concordando, a refletir sobre comportamentos, e, a desopilar, sorrindo … Em suma: o senhor consegue superar-se.
    Grande abraço e bom fim de semana!
    Tudo de bom a “todos” da família.
    Edilia

  15. MFortes Diz:

    Bonat,

    Um bom fim de semana junto aos seus.
    Um grande abraço a todas as belas, deste blog.
    E as brasileiras que pensam.
    Mulheres de fibra, sem elas,… nao viveriamos.
    Afinal de contas vamos culpar os politicos.
    Porque, detras de toda coisa errada tem um…P artido T uto!

    arrived..

    MF

  16. Afonso Pires Faria Diz:

    Brilhante general, brilhante. Conseguiste fazer um humor sábio com uma tragédia, sem ser deselegante. Que o comandante não siga o seu conselho e se junte aqui ao tal Batisti, seria mais uma boca para comer de graça com o suor dos brasileiros.
    Afonso

  17. diva malucelli Diz:

    Adorei Hamilton, você estava inspirado…realmente as mulheres levam os homens a se encrencarem…não tanto o inverso…
    Quanto ao “ponto fraco da maioria dos italianos”, eu diria que é o “ponto fraco da maioria dos homens”…
    Parabéns, hilária, quem sabe o Schettino vem para cá…Um adendo…se este naufrágio fosse aqui, haveria muito mais mortos…Abs.

  18. S. Tanji Diz:

    Amigo General Bonat.
    Excelente crônica sobre o desastrado Francesco Schettino.
    Um dos mais marcantes episódios que reforça a fraqueza dos homens diante das mulheres foi com Marco Antônio, imperador romano, que “encalhou” uma frota inteira numa “praia” conhecida como Cleópatra, em 37 A.C.

  19. Juan Koffler Diz:

    Caro Bonat, seus comentários e análises são deveras diretos, francos e repletos de verdades insofismáveis. Mas, mais que isso, possuem uma lógica que podemos chamar de “pura”, vez que não estão contaminadas pela vulgaridade e alheação popular, portanto, retratando o que “è vero e normale” na sociedade mundial deteriorizada ao máximo e rumando à anarquia.
    Nunca se viu – concessa venia – tanto descaso do ser humano em relação ao seu semelhante. Hoje, praticamente todos os “outros” são descartáveis, diante dos nosso escusos interesses. Prevalece, acima de qualquer outro valor, o auto-benefíco, mesmo que efêmero e inócuo, até meramente libidonoso. E, não se engane: a libido, hoje, é apelativo superior a qualquer outro determinante que valorize o bem-estar social, mesmo que delimitado a mero passatempo.
    Há, em suma, um grave distúrbio de caráter em nossa sociedade pós-moderna.
    Quem viver, verá.

  20. roselene ferreira Diz:

    MEU QUERIDO
    JÁ SABIAS ,HÁ MUITO TEMPO, QUE EM QUALQUER SITUAÇÃO ,SEMPRE SE BUSCA ,EM PRIMEIRO LUGAR, A MULHER….
    NÃO OUVISTE MIL VÊZES O TEU AMIGO ( MUI MODERNO EM SUAS IDÉIAS ) DANIEL,BRADAR -: DESDE ADÃO E EVA SÃO ELAS QUE………………………………………E POR AÍ A FORA….
    NISTO EU CONCORDO COM ELE….
    SEMPRE AS MULHERES….
    OLHA O POBREZINHO DO MARCO ANTONIO….
    OLHA OS CZARES DA RUSSIA (TODOS FORAM GRANDES CORNOS)….
    E VEJA :
    A HILLARY SEPAROU-SE DO BILL?
    A CAMILLA NÃO SOUBE ESPERAR E TORNAR-SE ESPOSA DO QUASE FUTURO REI?
    A CARLA BRUNI NÃO ESTÁ USANDO SALTO BALLERINA PARA TENTAR FICAR MAIS PERTO DA ESTATURA DE SEU MARIDO?
    A ANGELINA JOLIE NÃO ENFIOU BOCA A BAIXO 6 FILHOS NO SEU MARIDO ( BRAD PITT ) SEM ELE SE DAR CONTA ?
    AMIGO,NÃO DÁ P/ GUENTAR!!!!!!!! MULHER É …AQUILO QUE ESTÁS PENSANDO.
    SÓ ,POR FAVOR ,NÃO PARE DE ESCREVER. ESTÁS COMO OS BONS VINHOS : CADA CRÔNICA -MELHOR!!!!!!!!!!!
    BJ DA TUA AMIGA DE SEMPRE
    ROSE

  21. Victor José Freire Diz:

    Amigo GEN Bonat
    Parabens! excelente a crônica.
    Como já disse um de seus leitores; disse o que a maioria pensou e claro, com maior requinte e brilantismo.Por coincidência, na oportunidade, quando falava com a minha scretária sobre o assunto, recordo-me que ironicamente falava para a “Da. Zilma”:Aonde estará a loura ? …rimos bastante…Tomara que o dito cujo nâo arrume um padrinho aqui para gozar da pena no Rio…
    jÁ pensou gostando como êle diz que gosta de barco e dirigindo na linha Rio/Niterói..com o barco cheio de mulheres bonitas..Ele não vai parar no Rio Êle vai aproar em Icaraí…RSS..

  22. Cel Salazar Diz:

    Parabéns, mais uma vez,Bonat!
    Acertou na mosca!
    Essa cabecinha é de ouro!….preserve-a.
    Abraços do amigo Salazar.

  23. bonat Diz:

    Vc está coberto de razão. Gostaria de lembrar que antes de Dumas, Adão teve sua cherchez la femme…
    Em grande abraço
    Casemiro Urbano

  24. Laura Vaz Diz:

    Bom, o Schettino precisa de defesa mesmo!…Isso prova que a mulher faz do homem o que ela quer nem que o resultado seja o de levar a pique um tremendo transatlântico.

    Um abraço.
    Laura

  25. Salgueiro Diz:

    Que “marravilha” !!!
    Concordo plenamente.
    Salgueiro

  26. bonat Diz:

    Bonat,
    bela crônica. Mas o “danado” deve é ficar por lá mesmo; chega um.
    Abs. Paulo Carvalho

  27. valderez archegas ferreira Diz:

    Gal. muito boa a cronica. Concordo ipsis literes c/o que acabei de ler.Mandar o italiano p/cá? nãooooooooooooooooo
    chega um
    Abraços
    Valderez

  28. Juliana Bonat Diz:

    Ah, pai! Os homens estão sempre querendo colocar a culpa de suas falhas nas mulheres, mas acho que esse “papo” não cola mais. Ainda bem que, com a sociedade, muda a Justiça, a fim de rever esses conceitos já tão questionáveis. Além disso, as maiores besteiras já realizadas pelos homens foram feitas sem que as mulheres fossem ouvidas: guerras e escravidão, por exemplo.

  29. Joaquim Rocha Diz:

    Prezado amigo Gen Bonat.
    O Comandante Schettino, literalmente, embarcou numa canoa furada, ao envolver-se com a sua passageira, que acabou lhe dando uma dor de cabeça nada passageira. Sem discriminação, as mulheres são provocantes, mais assediadoras, causadoras de …, bem, isso é assunto para outra crônica.
    Parabéns pela sua abordagem.

  30. Edmar Diz:

    A vergonheira do caso Battisti não é o posicionamento equivocado do governo brasileiro, mas o referendo que o Supremo Tribunal Fedral deu a essa decisão infeliz. Como pode a nossa maior instância da justiça brasileira não optar pela autodeterminação das nações.

  31. Ailson Oliveira Colossi Diz:

    Grande Bonat aprecio muito todos os seus comentarios mas Bonat sou Italiano tambem e dois imperadores do imperio Romano se ajoelharam na frente da Cleopatra portanto os Italianos tem o maior respeito pelas munlheres. Fico sempre aguardando seus brilhantes comentarios Abração

Deixe um Comentário