Mário Vanin e o dispositivo

Mário não resistiu. Quando o mestre de cerimônias repetiu pela quarta vez a palavra “dispositivo”, ele perguntou: “Bonat, o que é dispositivo?” A crítica, em forma de desafio bem-humorado, educado e inteligente, partia do Prefeito, um homem de letras, que ao meu lado no palanque oficial, assistia a uma formatura no quartel.

Foi o bastante para eu me dar conta de que aquele chavão, que redizíamos várias vezes, era dispensável. Ao invés de “Fulano ocupará o seu lugar no dispositivo”, poderíamos ter dito simplesmente: “Fulano ocupará o seu lugar”. Fácil, não? Mas só depois do alerta do Vanin. Desde então, nunca mais permiti que se usasse “dispositivo” nos eventos do quartel nem das unidades que posteriormente eu viria a comandar.

Essa é apenas uma das várias lembranças que guardo de uma pessoa a quem aprendi a admirar. Por isso, lamentei muito ao saber de sua morte quando estive recentemente em Caxias do Sul para proferir palestra na ADESG.

Lembro do dia em que, mais ou menos às quatro da madrugada, ele me ligou. Ambos havíamos passado a noite em nossos gabinetes, tal a gravidade da situação. Eu contava os prejuízos que um vendaval causara desde a meia-noite. Os telhados de todos os pavilhões do quartel haviam sido destruídos. Do outro lado da linha, Vanin, angustiado com a sua Caxias do Sul, necessitava de apoio. A cidade vivia um caos. Pedi que esperasse um pouco, pois precisava de tempo para organizar-me a fim de conhecer a minha própria desgraça.

Claro que eu não iria deixar Caxias na mão. Uma hora depois, retornei: “Prefeito, posso apoiá-lo com cinco equipes de vinte homens”. Mais tarde, soube que uma delas ficara encarregada de liberar a avenida que margeia os pavilhões da Festa da Uva, interditada pela queda de dezenas de árvores. Logo da Festa da Uva, sua paixão como símbolo dos caxienses, a quem Vanin tanto amava!

Ele sempre foi uma presença marcante na Semana Farroupilha. Algumas vezes, quando todo mundo tinha ido embora, permanecíamos até de madrugada com um restrito grupo de amigos. Saboreávamos, então, as histórias que narrava com sua simpatia de ótimo contador de causos. Era o momento em que deixava a formalidade do cargo, para voltar a ser o que sempre foi: o Mário, homem do povo, simples e fidalgo. Por isso, e para ajudar a sua gente, sem ser demagogo, muito menos populista, havia se tornado prefeito.

Graças ao seu apoio, consegui erguer o monumento em homenagem aos pracinhas caxienses da Força Expedicionária Brasileira que atualmente embeleza o largo de São Pelegrino.

Não fosse Vanin e a perimetral que construiu, os caxienses viveriam hoje engarrafados num trânsito sufocante. Não fosse ele, e os moradores da Sinimbu e de outros logradouros não suportariam o odor vindo das entupidas galerias subterrâneas de água e esgoto.

Ele deveria ter alardeado isso e muito mais que fez. Mas, ético, preferiu não gastar dinheiro público em propaganda. Esperava que alguém falasse por ele. Ninguém falou. Pois hoje eu proclamo: o meu amigo Mário David Vanin foi um dos maiores prefeitos de Caxias do Sul. E afirmo isso com um olhar crítico de forasteiro, que passou aí somente cinco anos, e tem uma percepção muito desconfiada a respeito dos políticos em geral. Entre eles, Vanin foi exceção.

38 Respostas para “Mário Vanin e o dispositivo”

  1. Tânia Regina Facchin da Silva Diz:

    Fiquei feliz e orgulhosa , como caxiense que sou pela homenagem que foi feita em tuas crônicas para o ex-prefeito Vanin. Parabéns pelo homenagem.Abraço.

  2. Nádia Diz:

    Caro Bonat,
    Vc escreve de um jeito, q dá a impressão de conhecermos a figura. Ou ao menos, ficamos tristes de não ter tido oportunidade de conhecer….
    Um abraço

  3. bonat Diz:

    linda homenagem.
    Adhemar

  4. Joaquim Rocha Diz:

    Realmente, foi uma perda lamentável para Caxias do Sul, a morte do ex Prefeito Vanin. Prematura. Ainda tinha bala da agulha para trabalhar, opinar, ler, orientar ou sugerir, ou simplesmente contar causos, que era uma das suas atividades preferidas. Não se trata de dizer elogios somente porque faleceu, mas lamentar realmente a perda de um estadista, que detinha o respeito suprapardidário em Caxias e Região.

  5. Diva Malucelli Diz:

    Puxa,deve ser muito gratificante ter um amigo como você, que valoriza os feitos das pessoas. O Vanin foi um cara de sorte…
    Abraço

  6. bonat Diz:

    Valeu amigo,
    Acabei de ler a tua crônica.
    Sentimental e muito boa.
    Avante. Parabens.
    Bogoni

  7. bonat Diz:

    Como eu tinha pouca intimidade com o ex-prefeito, tive alguma dificuldade para chegar até ele para agradecer o fato de ter sido ele o responsável pela não efetivação da aliança do nosso partido com o PT, aqui na cidade. Mas pouco antes de sua morte pude agradecer a ele esta bem que ele prestou ao partido. Era um homem coerente.
    Afonso
    Caxias do Sul

  8. Salazar Diz:

    BONAT!
    Como sempre, ótimo!
    Não me havia dado conta do famigerado “dispositivo”…
    abraço, bom domingo, teu amigo,
    Salazar

  9. Betty Diz:

    Conheci o Mário Vanin como amigo e politicamente muito pouco.
    Justíssimo homenagem a que você faz.
    Abraços

  10. Brugalli Diz:

    Permito-me dizer que endosso seus conceitos sobre Mário Vanin, um sãomarquense de alma caxiense, serviu à cidade como poucos, participando ativamente da Festuva, da UCS e de outras incontáveis instituições. Foi, entre seus pares, um exemplo de político honesto e trabalhador. Sua simpatia era irradiante, dela não é preciso falar. Sempre ao lado da esposa Vera, destacavam-se como casal presente em todas as atividades sócio-culturais. Deixou uma grande lacuna.
    Um abraço do
    Brugalli.

  11. Rigotti - comenta Diz:

    -Como gaúcho que sou, filho de um caxiense, acredito que meu pai, também tenha convivido com a administração do ilustre prefeito.
    -Como é gratificante ter alguém que mesmo no passar do tempo, não esquece das virtudes de pessoas que contribuiram para o engrandecimento do seu País, Estado e mesmo de sua Cidade, como é o caso. Parabéns Gen Bonat.

  12. Vitor Diz:

    Tive o prazer e a honra de trabalhar com Mário Vanin em 1986 no decurso da XVII Festa Nacional da Uva. Irretocáveis suas palavras sobre uma das mais ilustres pessoas que Caxias do Sul perdeu.

  13. bonat Diz:

    Amigo Bonat,
    Li e gostei muito. Parabéns.
    Forte abraço.
    Omar

  14. Mario Gardano Diz:

    Caro Bonat, estava com saudades, afinal mais de mês sumido né,é bom ler palavras elogiosas a um homem publico,principalmente vindo de você, um critico feroz as mazelas dos politicos,parabens a você e ao povo de Caxias do Sul,pois poucas cidades tiveram o previlégio de ter um prefeito como teu amigo Mario Vanin.
    abraços
    Mario Gardano

  15. Camilo Diz:

    Olá meu caro Bonat!

    Que lamentável perda para cidade de Caxias! Mas com certeza ele cumpriu muito bem a sua missão.
    Gostei do momento em que fala em ocupar o dispositivo, no meu ponto de vista a palavra pode ser excluida do cerimoniais militares.
    Forte e fraternal abraço.

    Camilo

  16. Mário Rossi Corsetti Diz:

    Boa Noite General Bonat !
    As suas palavras a respeito do Vanin (como é conhecido popularmente), são da maior veracidade.
    Homens públicos como ele, não se encontram mais na realidade política brasileira.
    Retidão, honestidade, coerência e espírito público, são palavras que os partidos políticos riscaram de seus estatutos e convenções e, consequentemente, nãos as exigem de seus afiliados.
    O Vanin foi um exemplo de que o bem comum, estava acima dos interesses particulares, políticos e partidários.
    Um abraço
    Sgt Corsetti

  17. Nina Mª Marach Carpentieri Diz:

    Alentadora, e como sempre bem alinhavada sua crônica, Hamilton!Bom saber que anda há politicos éticos e bem intencionados. Anima-nos um pouco, nesta enxurrada de noticias sobre a corrupção que assola nosso pais.
    ótima lembrança a homenagem ao prefeito Vanin.
    Abração á todos!

  18. roselene ferreira Diz:

    Amigo
    Esta vez não vou comentar,porque já comentamos ao vivo, aqui em casa. Mas,tua escrita saiu melhor do que eu esperava.
    Quando escreves,pareces que estás disparando com uma metralhadora….nada como ser artilheiro!!!!!!!
    bjs
    Roselene

  19. Juan Koffler Diz:

    Caro amigo Bonat,
    Nada obstante não tenha tido o prazer de conhecer seu amigo e ex-prefeito de Caxias, Mário David Vanin, mas conhecendo já (mesmo que pouco e virtualmente, por enquanto…) muito da sua personalidade e caráter, não me arrisco em nada ao endossar suas palavras emocionadas, sabendo sê-las verdadeiras e do fundo do seu coração.
    Esse respeito que você dedica aos outros (e que resta flagrante em suas palavras), é sinônimo de pessoa de bom caráter, probo, ético, e eu louvo tais características – tão cada vez mais estranhas em nossa sociedade.
    Parabéns por seu texto e fraternal abraço!
    Juan Koffler

  20. João Carlos Marocco Dornelles Diz:

    General Bonat
    Convivi pouco com o Dr Vanin é bem verdade ,quando Cmt do CPA/5,porem o tempo suficiente para admira-lo ,dado a sua simplicidade,disposição e capacidade de realização.
    Sua cronica é oportuna,justa e verdadeira nessa homenagem que V.Exelencia lhe presta e por consequencia a comunidade Caxiense. João Carlos Marocco Dornelles Cel Res BM

  21. Carlos Gama Diz:

    Além de sua justa desconfiança em relação à maioria dos políticos, você permanece íntegro e sabe valorizar a integridade, Bonat. Neste texto valorizou a integridade, rara integridade de um homem público e, mais, mostrou o valor da amizade. Digo, disse-o em “Conjeituras, Sobretudo”, que um amigo é a mais valiosa dádiva da Divindade. Quem tem um amigo – ainda que seja apenas um – jamais estará sozinho.

  22. Moleda da AMIFOZ Diz:

    Amigo e companheiro Bonat, meu general verde oliva, li e repassei aos amigos de Caxias, cidade que conheco bem. O comandante Vanin deixou sua marca na terra da uva, na pujante perola da serra gaucha, parabens mais uma vez, tu como sempre buscando e fazendo entender o que se passa dentro desse seu fraterno e grandioso coracao, me orgulho de ser mais um desses seus amigos de sempre… Moleda da AMIFOZ – Amigos de Foz do Iguacu em Curitiba

  23. GONZAGA Diz:

    BONAT !
    BELA HOMENAGEM.
    PENA SEREM TÃO ESCASSAS PESSOAS COM ESSE PERFIL.
    ABRAÇÃO.
    GONZAGA

  24. Dirceu Rigoni Diz:

    Prezado amigo Hamilton,

    Gostaria de parabenizá-lo, mais uma vez, pela crônica lembrando e homenageando o seu amigo e homem público Sr. Mário David Vanin, visto que, “na prosperidade nossos amigos nos conhecem, na adversidade nós conhecemos nossos amigos”.

    Um grande abraço,

    Zé Dirceu.

  25. Ex-Ten R/2 Inf Castro Diz:

    Caro Gen Bonat, agora que ja passei da metade da ponte, percebo como e breve a vida, entendo um pouco melhor o valor do reconhecimento daquilo que fizemos ou daquilo que tentamos ser. Nossa cultura enfatiza os defeitos, pouco falamos das virtudes, aquele que tem a corajem de fazer um elogio honesto e sincero, iguala-se ao elogiado pela grandeza da humildade.
    Apesar de ser gaucho, ter parentes em Sao Marcos e em Caxias e ter passados maravilhos momentos nestas duas cidades, nao conhecia o trabalho do Prefeito Vanin, portanto, agradeco a oportunidade de conhecer um pouco da obra e da pessoa deste POLITICO.
    Ex-Ten R/2 Castro (QG e Cia Cmdo 5a RM/DE)

  26. GABRIEL CRUZ PIRES RIBEIRO Diz:

    Bonat,
    Justa homenagem prestada nesta crônica inteligente e oportuna.
    Abs.
    Gabriel (029)

  27. Salgueiro Diz:

    Bonat

    Registro perfeito para um homem de bem.
    Parabéns !
    Cel Salgueiro

  28. bonat Diz:

    Agradeço, do fundo do coração, a todos(as) os(as) amigos(as) que manifestaram suas opiniões. Forte abraço. Bonat

  29. Laura Vaz Diz:

    Caro General,

    Incrível sua facilidade de expressão! Quase consigo sentir
    as batidas de seu coração nesse texto. O prefeito de Caxias
    devia ser mesmo muito especial…
    Grande abraço.
    Laura

  30. Medeiros Dias Diz:

    Como nordestino “PaiDegua” sempre aprecio as tuas crônicas, mormente quando escreves sôbre homem de bem: este é meu conceito, porque estive em Caxias do Sul em várias ocasiões.Não é de graça que ela ostenta o nome de nosso Patrono. Meus parabens, costei muito.

  31. Alexandre Moroso de Lima Diz:

    Caro Hamilton.
    Como genro do Mário, em nome da família agradeço pela linda crônica saudosa ao nosso querido Marião. Ainda nos dói muito sua triste partida, mas o reconhecimento, que muitos como o Sr. tem externado, ajudam a amenizar essa dor. Mário era uma pessoa investida pelo bem comum acima de qualquer interesse. Era um sogro que eu admirava muito pela forma como vivia a sua razão de viver: o bem comum.
    Obrigado, e mesmo sem lhe conhecer, um grande abraço.
    Alexandre.

  32. Thiago Vanin Diz:

    Olá Bonat,

    Recebi por email informação da crônica que escreveste meu pai.
    Depoimentos como o teu nos conforta neste momento de tristeza.
    Alem de confirmar a veracidade das tuas palavras do homem publico Mario Vanin, ratifico que ele realmente se importava com a cidade e com o bem-estar das pessoas.
    Eu tive a sorte e tenho orgulho de ser filho deste pessoa fabulosa que ele foi e serei eternamente grato pelos ensinamentos recebidos.
    Muito obrigado pelo teu apoio.
    Thiago Vanin

  33. bonat Diz:

    Bonat:
    Muito linda essa Crônica.Vc,como sempre escreve de modo irretocável .
    Abraços.Alfredo.

  34. Roberto Diz:

    Meu amigo Bonat, voce se superando…
    E o Vanin, heim? Que falta deve fazer nesse universo político…

  35. Fabiane Schunck Vanin Diz:

    Este é meu querido sogro, sempre muito bem humorado e inteligente!
    Fabi

  36. José Vanin Diz:

    Ter o mesmo sobrenome de um grande Homem, é gratificante.
    Ter o mesmo sobrenome de um político honesto e voltado para o bem público é uma honra.
    À Familia Vanin e à toda Caxias do Sul, meus sinceros pesares.

    José R Vanin
    Curitiba – PR

  37. RICARDO ALEXANDRE POLO Diz:

    CARO BONAT

    LENDO ESSE SEU ARTIGO SOMENTE HOJE DIA 24/12/2011, fico muito feliz de ter convivido com o DR. MARIO DAVID VANIN, uma pessoa sensacional meu conterrâneo da LINHA ZAMBECARI em SAO MARCOS, meu avo e ele eram grandes amigos, o qual quando nos encontrávamos nunca deixou de me contar algo de nossa terra, seja momentos alegres e algumas passagens tristes, mas certamente os momentos de alegria era o que ele mais gostava de relembrar, Caxias perdeu com sua morte uma pessoa apaixonada por esta cidade a qual temos tanto orgulho de viver.

  38. RICARDO ALEXANDRE POLO Diz:

    Caro BONAT

    Quando li sua cronica sobre Mario Vanin, nao li sua carreira, apos ler mais descobri então que temos algo mais em comum, servi com muito orgulho ao exercito brasileiro na 2 bia de canhoes anti aereos de Caxias do Sul, no ano de 1980, tenho muito orgulho de ter feito parte do 3 grupo de artilharia antiaerea, hoje ainda nos reunimos com nossa turma para relembrar grandes momentos da vida no quartel.
    Tambem sou participante da Aug. e respeitavel loja simbolica DUQUE DE CAXIAS III MILENIO.

Deixe um Comentário