Ventos de esquerda movem moinho

Pequeno, menor do que qualquer anão, compulsoriamente eu acompanhava meu pai e seus amigos em suas pescarias. Era no Miringuava, um riacho próximo de Curitiba. Ficava com pena ao ver centenas de lambaris serem retirados do seu habitat. Empregando “tecnologia de ponta” – anzóis e iscas – os pescadores atraíam seres minúsculos e indefesos. Essa desproporção tecnológica me fazia mal. Questão de princípios… Aí, eu me afastava do pesqueiro. Preferia fugir, seguindo as margens do rio.

Numa das fugas, deparei-me com uma roda d’água. Curioso, resolvi conferir como funcionava aquela traquitana que girava teimosamente lenta. Minhas pernas curtas de piá escalaram alguns degraus e me levaram a uma grande descoberta. Os polacos que viviam por ali usavam a força das águas suaves do Miringuava para transformar em farinha o milho que tinham cultivado com seu suor.

Já faz muito tempo que isso aconteceu. Tanto, que fomos induzidos a crer que princípios são dispensáveis aos humanos. Os poloneses do Miringuava já morreram. Seus lambaris estão desaparecendo. E as obsoletas rodas d’água perderam o encanto. São moinhos de vento que agora atraem as atenções.

Mas por quê, se, como as rodas-d’água, baseiam-se em mesmos e antigos princípios? Porque, para sua sorte, os moinhos de vento viraram nome de um hospital voltado para a classe “A” de Porto Alegre. Foi lá que nasceu o neto de uma das candidatas de esquerda (ser de esquerda é a nova mania nacional, tão chique quanto a clientela do Moinhos de Vento) à presidência da república.

Para a felicidade de todos, ele chegou a este mundo numa maternidade de primeira linha. Inteligente, de muito bom-gosto, a família contrariou os princípios que a avó-candidata apregoa abertamente. Mostrou possuir, acima de tudo, juízo.

Se eu fosse da direção do Moinhos de Vento, mandava um cartão para a suíte do pimpolho. Escreveria de próprio punho, com a melhor das minhas letras: “Seja bem-vindo, Gabriel. Hasta la vitória! Mas, cuidado, nunca pelo SUS”.

23 Respostas para “Ventos de esquerda movem moinho”

  1. Avelleda Diz:

    Diz tudo em poucas palavras.Conciso e preciso.
    Parabéns !!

  2. Alvino M. Brugalli Diz:

    Estive ausente, porém retorno a seus últimos três temas. Eleições do traço ao topo:Vão Gogo,nas páginas da “O Cruzeiro” entre sátiras inteligentes e críticas mordazes, dizia que “as manchetes não estão interessadas pelas virtudes”. Assim, fica claro que as virtudes militares são incompatíveis com os conchavos políticos. Logo…
    As salas de aulas e os laboratórios de pesquiusas não aparecem e, porisso, não dão votos. É surrado dizer-se que os políticos pensam nas próximas eleições e não nas próximas gerações, mas é preciso repetir isso à exaustão. Sabemos que “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”.
    Ventos de esquerda e um moinho classe A, comprovou, mais uma vez, o velho bordão “pros outros…”, ou seja, a vovó guerrilheira deixou um claro recado: “O SUS é pros outros, não pros meus”.

  3. Francisco Borges Maciel Diz:

    Caro Amigo BONAT

    Você demonstrou, de modo claro e sucinto, que nem tudo “nesse país” funciona à contento, embora a oligarquia petista e cia. aliada apregoem que o paraiso mudou de endereço. Por outro lado, a opção dessa avó terrorista está coerente com a atitude daquela “primeira dama” que queria nacionalidade italiana para seus netos para acenar-lhes com um futuro melhor. Perguntamo-lhe nós, pobres desafetos: E “esse país” que seu “marido estadista” e caterva fazem tremendo alarde em governar, oferece opções para quem não tem acesso a outra cidadania?
    Você está certo, amigão. Vá em frente. Que DEUS continue te abrindo novos horizontes. Abraços. Angela e Maciel

  4. A. L. Astorga Diz:

    Prezado amigo Bonat, aplica-se bem ao fato a antiga frase: “O comunismo é a filosofia do fracasso, o evangelho da inveja. Sua virtude é a distribuição da miséria entre os que NÃO ESTÃO NA CÚPULA!”. Parabéns pelo livro, e artigos. Abraços. Astorga

  5. Nádia Diz:

    traço marcante em algumas pessoas, desde pequenos não gostam de ver injustiças.
    Tbm tinha dó do peixe nas pescarias no rio Passa Dois aqui no interiorzão da Lapa…e fiz do meu quintal um inferno para a família, além de passarinhos, gatos, cachorros, coelhos que eram os permitidos, tinham os agregados q eu achava na rua e trazia.
    Na minha segunda gravidez, no SUS, cheguei com minha linda bolsa cor de rosa, chinelinhos fofos, várias camisolas. Quando a primeira companheira de enfermaria chegou, com duas sacolinhas de plástico e nem fralda descartável, nem de pano ela tinha, dividi td, até o sabonete. Mandei pra casa a bolsa cor de rosa e adotei a camisola surrada q a maternidade cedia. Se o SUS é pra mim, coloco na frente um JE e na medida do possível, divido. Não vou mudar os ventos políticos do moinho lá de cima, por mais q digam q está nas nossas mãos uma mudança, sabemos que os ventos são diferentes. Porém, ainda acredito em muito ser humano que tem dó de peixe. Abração!

  6. Diva Malucelli Diz:

    Prezado Hamilton…

    Muito lúcida sua crônica…para os governantes tudo, para o povo, o que sobrar…e os corredores dos hospitais público…, em síntese, o SUSto…

    Abraços

  7. Carlos Gama Diz:

    Não há mais que se falar em esquerda como ideologia, porque nem mesmo o insistente ditador cubano acredita numa teoria dependente apenas da consciência de um humano em relação aos outros. Salvo as raras exceções, que trazem o sonho da benemerência arraigado na própria alma, o mais destas filosofias é calcado no princípio do compartilhar o que é do próximo, jamais o próprio.
    Hoje, infelizmente, a maioria é de esquerdas, mas não por ideologia e sim por convicções outras, já que são raros os que ainda andam pelas vias direitas.
    Pipocam notícias sobre escravatura nas fazendas de falsos pregadores das liberdades. Esboroam-se os conceitos nos palácios, quando se dá foco em alguns que se emporcalham, sem que se saiba dos outros. Apertam-se os corações cavaleiros, quando a fumaça das queimadas enegrece os céus, crestando carnes de animais em extinção, empobrecendo o solo e enchendo os bolsos dos gananciosos indiferentes e estúpidos. A saúde escoa pelos ralos da incompetência e da imoralidade profissional ou administrativa, mas esta é a saúde dos pequenos, daqueles cujas vozes não alcançam os ouvidos dos senhores do poder. A ausência de cultura continua sustentando o farto mercado de mão-de-obra barata. A segurança está nas mãos do crime organizado ou dos chefes dos “tráficos” e o estado permanece, há muito, como um reles espectador da miséria em que se afunda a sociedade que o sustenta. Foi-se o tempo das inocentes pescarias e é próximo o dia em que os lambaris serão apenas imagens na memória de quem ainda conheceu a natureza.

  8. luiz gastão felizardo Diz:

    É meu caro General, a “pistoleira”, afilhada do homem que só diz deconhecer todas as maracutaias dos políticosa deste nosso grande país, na posição que se encontra, jamais iria deixar o Gabriel nascer pelo SUS. Será que as despesas correrão, também, pelos nossos sacrificados dinheiros.

  9. Gustavo Silva Diz:

    Curto e incisivo: perfeito!
    Abraços.

  10. Mario Diz:

    Se nosso dinheiro não fosse jogado ao “Ralo”, os SUS da vida poderiam abrigar Gabriéis e Gabriéis.

  11. tania regina Diz:

    \ótima a sua crônica, nestes dias díficeis onde a mentira e a omissão prevalencem é bom contar com a verdade e o esclarecimento q vc nos proporciona atráves de suas crônicas, parabéns e obrigada.

  12. marcos Diz:

    Parabéns!!! sempre são uma obra de arte em palavras.

    Quanto ao Gurí, do jeito que vai galopando, como já dizia o gaúcho véio; em pouco tempo estará na lista dos milionários, igualzinho o filho do barbudo, que até pouco tempo atrás era funcionário de zoológico, hoje um dos mais sucedido empresário dos últimos tempos. E o povo vai continuar alimentando as onças, gatos, rapozas, é nosso Brasil. General Santa Rosa, o senhor merece um descanso agradável, pena que os quatorze que lá estão, não tem as mesmas idéias. Parabésns mais uma vez amigo GBonat

  13. Paulo Cesar Diz:

    Meu amigo
    Acredito que quem irá para o SUS somos nós. É possível que ela ainda esteja gastando os milhões que roubou do cofre da amante do Adhemar de Barros!!!!!
    QAbração.
    Paulo Cesar

  14. ROSELENE Diz:

    meu querido
    eu lastimo ela ter tido o dinheiro (nosso dinheiro ) p/ comprar a droga p/ cura de seu cancer ,a qual somente os abastados podem ter acesso….,caso contrário ela talvez já, estivesse MORTA,MORTA,MORTA!!!!!!!!
    Ela é o próprio cancer…..
    como dizes,o neto nasceu no Moinhos…..Disseste tudo ,meu amigo….foste muito feliz na tua síntese. PARABÉNS,mais uma vez
    bj da
    roselene

  15. Danilo e Marcela Diz:

    Estimado Tio
    Como dois sobrinhos médicos que conhecem a verdade do SUS entendemos a preocupação da dita Presidenciável em não ter o seu neto em uma maternidade pública ou quem sabe numa casa de parto no interior da amazônia, pois lá sim nascem os brasileiros vencedores por sobreviverem a estrutura miserável de nascimento que se perpetua nas escolas, segurança e falta de educação que os faz sonhar em ter netos em maternidades públicas e votar nessa factóide de esquerda.
    Forte Abraço
    Danilo e Marcela

  16. Dirceu Rigoni Diz:

    Prezado Amigo Hamilton,

    Sua incontestável crônica, faz lembrar o jornalista Boris Casoy dizendo:

    Isto é uma VERGONHA;
    Vamos passar o Brasil a LIMPO;
    Tá tudo DOMINADO “com o beiço às mostras”;
    Etc…

    Forte Abraço,

    Zé Dirceu.

  17. Laura Vaz Diz:

    Caro General,
    Adoro suas crônicas. Sua crítica é como uma adaga: corta fino e fundo. Felizes somos nós, seus leitores que, além de aprendermos também nos deliciamos com seus escritos embora os temas nos deixem sempre com uma sensação terrível de impotência diante de tantos absurdos.
    Um grande abraço.
    Laura

  18. João Allemand Diz:

    Amigo Bonat! Lendo esse seu genial texto, veio-me à mente Miguel de Cervantes! E, naturalmente, Dom Alonso Quixano, Sancho e Rocinante! Será que Cervantes era vidente? Saudações.

  19. bonat Diz:

    Caro amigo, Bonat

    Muito inteligente sua crônica!!! parabéns… e falando nisto é o que diz o velho ditado…
    Para os filhos de Deus, TUDO…hospital e equipe médica de ponta.!!!Para os filhos da p….que usem o SUS, QUANDO FUNCIONA…
    Tem mais….
    o HOSPITAL Moinhos, onde foi reservado a melhor suite e a melhor sala do centro obstétrico , se tranformou num lugar de segurança máxima nos dias que antecederam e se sucederam a chegada do rebento.
    No entanto, o que mais se comentava era como seria a chegada da ilustre vó “” presidenta”". ENTÃO EIS QUE ELA CHEGA….Nada que não se havia previsto, marcada por uma antipatia sem precedentes, a ilustre adentrou ao nosocômio cercada de seguranças, passando nos corredores sem ao menos dar um olhar ou um cumprimentou aqueles funcionários(médicos, enfermeiras, atendentes) que estavam ali preparados para dar assistência aos famosos pacientes.(MÃE E FILHO)
    A ilustre não viu ninguem, entrou e saiu sem enchergar as poucas pessoas que por ali circulavam !! iGNOROU TODOS..
    Ninguém entendeu o motivo de tanta arrogância e superioridade da famosa vó-candidata, que contrariamente sempre aparece na TV sorridente ,
    alegre e tão simpática com o povo,..!!!!!
    sem entender tal atitude,,,
    uma funcionária(QUE NESTE HOSPITAL SÃO DE ALTO PADRÃO) então concluiu :
    “NÃO SOMOS POVÃO, POR ISTO ELA NOS IGNOROU!!!”
    ESTA será a nova presidenta do BRASIL, e parece já estar se sentindo como tal…
    abração,
    jane…

  20. Betty Diz:

    AH, AS DESIGUALDADES DESTE NOSSO BRASIL MUITO AMADO!
    EXCELENTE SUA CRÔNICA!
    ABRAÇOS

  21. Adão Grzelkovski Diz:

    Caro amigo Bonat!
    Realmente, sem comentários! A hipocrisia é tamanha que chega a enojar, infelizmente a grande maioria desconhece as proesas desses milagrosos que descobriram o Brasil em 1º/Jan/2003!
    Abraços, Adão

  22. Emerson Celso Barroso Diz:

    Meu caro amigo e companheiro Bonat.
    Leio sua crônica logo após receber pela internet a notícia de que a D. Dilma está sendo intimada a dar pensão alimentícia para sua ex-amante de 15 anos atrás. Meu DEUS! Onde estamos? A que ponto chegamos. E querem essa guerrilheira sapatão para presidente do país? Aflora de modo instantâneo toda a podridão da atual política, expondo as entranhas deste governo corrupto e NINGUÉM faz nada? Onde está o Ministério Público, a OAB e o TSE para pedir a cassação desta candidata? Vai precisar das FFAA novamente?
    Precisamos dar um basta em tudo isso.
    BRASIL ACIMA DE TUDO.
    Um grande abraço e parabéns pela sua crônica.

  23. Fernando Freire Diz:

    Estimado amigo Bonat, eis aí um tema inspirador de variados sentimentos, apresentado em uma crônica excelente. Forte e fraternal abraço.

Deixe um Comentário