8 de Maio de 1945 – vitória de quem?

A história do mundo poderia ser descrita como uma sucessão de guerras. Um longo período de paz depende do resultado da guerra anterior e da imposição desse resultado. Os 99 anos relativamente pacíficos entre a derrota de Napoleão e o início da 1ª Guerra Mundial haviam gerado otimismo na Europa quanto às decisões que seriam tomadas na Conferência de Versalhes. Porém, a presença de um forte desejo de vingança representou um choque para aquele otimismo. Infelizmente, não se conseguiu chegar a um bom acordo. Além do mais, durante a Guerra, a Europa tivera que tomar dinheiro emprestado. Os Estados Unidos haviam se tornado os financistas do esforço bélico e seu poderio econômico viria a ser uma das causas da depressão mundial. O desastre das ações de Wall Street, em 1929, fez disparar o desemprego, que em 1932 excederia os 30% em algumas nações. A depressão sem precedentes foi o empurrão de que o comunismo e o fascismo precisavam, levando à 2ª Guerra Mundial, que, na verdade, foi a continuação da mal-acabada Guerra de 1914/18.

Hitler, na Alemanha, e Stalin, na Rússia, moldaram o conflito que estava por vir. Quando a guerra iniciou, eram aliados. Hitler aproveitara o sentimento que permeava entre os alemães de que sua nação havia sido injustiçada em Versalhes. Era uma pessoa mal preparada, que não gostava de administração nem de trabalho. Antes de chegar ao poder, seu cargo mais elevado tinha sido o de cabo do exército. Mais a Leste, o governante russo, que substituíra Lênin em 1924 e começara a eliminar seus rivais pessoais ou imaginários, acreditava que o comunismo morreria, que ele mesmo morreria, a não ser que agisse sem piedade. Seu estado policial costumava ordenar a morte de seus concidadãos em grande escala.

Hitler (austríaco) e Stalin (georgiano) tinham muito em comum, incluindo o fato de serem forasteiros. Ambos cultivavam uma aptidão para contar mentiras ao seu povo e ao mundo. Foram os marechais da propaganda, numa época em que novas tecnologias (rádio e cinema) ajudavam a difundir suas ideias. Os dois sonhavam expandir o domínio territorial de suas nações e, logicamente, o seu próprio poder.

Quando Hitler começou a rearmar-se, a Liga das Nações se encontrava fragilizada. Em março de 1936, ocupou o Vale do Reno. Teria batido em retirada, se França e Inglaterra tivessem agido imediatamente. A partir de então, página por página, rasgou o Tratado de Paz de Versalhes, até invadir, em 1939, com o apoio de Stalin, a Polônia, dando início à guerra cujo término se daria somente em 8 de maio de 1945, consagrado como o Dia da Vitória.Vitória de quem? No curto prazo, dos Aliados. No médio e longo tempo, entretanto, quem acabou vencendo foi o povo alemão que, livre de Hitler e dos Nacionais Socialistas, passou a viver sob um Estado Democrático e tornou sua nação a mais próspera da Europa. Derrotado mesmo foi o povo russo, que continuaria sob o regime totalitário de Stalin e seus sucessores até a chegada de Mikhail Gorbachev e sua Perestroika, tarde demais para aqueles que já haviam morrido em trabalhos forçados na Sibéria.

Para comentar este artigo, o modo mais fácil é enviar uma mensagem para o endereço eletrônico que encontra-se no canto superior direito deste site.

Uma Resposta para “8 de Maio de 1945 – vitória de quem?”

  1. Clube Militar Diz:

    Boa Tarde, Gostaria de solicitar o endereço eletrônico do Gen Hamilton Bonat.
    Atenciosamente;
    Cel Balbi – Diretor da Revista do Clube Militar

Deixe um Comentário